29

jan

2019
alergia-a-cera

Tenho alergia à cera, e agora?

Atualizado em 02/05/2019 às 16:04

Remover os pelos é uma vontade para diversas pessoas. O grande problema é que, algumas delas, têm alergia à cera ou mesmo a alguns outros métodos e depilação como a lâmina. O processo alérgico pode acontecer já quando a pele entra em contato com o agente, seja ele físico ou químico, ou também após esse contato, no pós-depilatório.

Mas você não precisa entrar em pânico e achar que não poderá usar a cera nunca na vida. Existem alternativas para esses casos e alguns cuidados que podem ser tomados para evitar as irritações que a depilação com cera pode causar em algumas situações.

Para compreender melhor sobre o assunto e ajudá-lo a fazer a melhor escolha para a sua saúde, vejamos abaixo um pouco mais sobre as principais causas da alergia e como solucionar esse problema.

O que é uma reação alérgica?

O primeiro passo é saber o que é uma reação alérgica e por que ela acontece. Afinal de contas, é preciso saber quais os principais sinais e sintomas para identificar o problema quando ele aparecer.

A alergia é caracterizada como uma reação exagerada do nosso sistema imune. É como se, em vez de mandar 10 células de defesa, o sistema mandasse 10 mil. A principal causa da alergia está numa predisposição genética.

Os principais sinais e sintomas de uma alergia na pele são coceira, vermelhidão, descamação da região, formação de bolhas com ou sem secreção purulenta. Há situações em que não há coceira, o que acontece quando há formação de edema na derme profunda, mas essa é uma situação de exceção.

Tenho alergia à cera, o que fazer?

Você fez depilação com cera e identificou os sinais e sintomas de uma alergia. A questão aqui é: o que fazer nesses casos para continuar se depilando sem deixar que a pele sofra tantos danos?

Tem muita gente que, para economizar ou por achar que é um procedimento simples, resolve fazê-lo por conta própria. Nesses casos, pode ser que você nem seja alérgico, mas que o produto utilizado não seja adequado e a técnica usada não seja a ideal. As reações alérgicas e pelos encravados são comuns nesses casos.

Por exemplo, pode ser que a cera tenha alguma substância à qual você é alérgico e não saiba. Pode ser que você não tenha o cuidado de limpar a pele adequadamente antes e depois do procedimento como deve ser feito. Enfim, as causas da sua alergia ou irritação após a depilação podem ser muitas.

Qual é a melhor opção de depilação para quem tem alergia?

Você não precisa sofrer toda vez que remove os pelos. Uma excelente opção é aderir às técnicas de depilação a laser ou luz pulsada.

Vamos agora falar sobre essas duas opções, como é o procedimento, benefícios e cuidados para que você escolha qual é a melhor para você.

Depilação a laser

Você faz parte do grupo de pessoas que têm muitos pelos e não se sente bem com isso? Os seus pelos são grossos, rebeldes e estão nas mais diversas partes do corpo? Então a depilação a laser é uma ótima opção. E essa técnica pode ser aplicada em vários tons de pele e tipos de pelo.

Como funciona?

O nosso fio é escuro por causa da melanina, uma proteína que oferece coloração não só aos pelos, mas também à pele. Todos nós temos melanina, até mesmo os fios loiros, porém, em quantidade menor.

A luz do laser é absorvida pela melanina presente no fio. Essa luz se transforma em calor que, por sua vez, destrói o folículo capilar. Assim, aquela região perde a capacidade de produzir mais pelo. Dessa forma, muitos fios são eliminados no mesmo momento e, os que não são, passam a crescer mais finos e mais claros.

Como fica a pele depois da sessão?

Quem tem alergia pode ficar preocupado com o resultado pós-depilação. Por causa do calor, a pele fica avermelhada, mas isso é normal. É possível até que se formem pequenas casquinhas que saem em pouco tempo. O mais importante é: ficar, no mínimo, 3 semanas sem tomar sol.

Luz Pulsada

Como funciona?

A Luz Pulsada ou fotodepilação usa a Luz Intensa Pulsada (LIP). Essa fonte de luz quando atua na região, consegue destruir as células que produzem o pelo. Como qualquer outra técnica ela não é definitiva, pois o corpo sempre tentará produzir novas células, retornando ao seu estado natural.

A principal diferença entre a depilação a laser e a luz pulsada é que a LIP atinge não só os pelos, mas também as regiões próximas. É indicada, portanto, para quem tem a pele clara.

Quais os cuidados antes e depois?

Quem tem problemas alérgicos, ainda que sejam só com a aplicação de cera, precisam tomar todos os cuidados com qualquer tipo de depilação, inclusive esta.

Antes da aplicação, é importante que a pele não tenha passado por nenhum tipo de bronzeamento, seja ele natural ou não. Outro ponto é que você não pode ter feito nenhum tipo de depilação que remova os pelos desde a raiz nos últimos 30 dias e não pode ter nenhum tipo de mancha na região.

Depois da depilação, usar protetor solar com um fator mínimo de 30 e não se expor ao sol é essencial!

É importante, se você tem alergia à cera, procurar um especialista assim que os sinais e sintomas se manifestarem. Vá ao local no qual você fez o procedimento e busque por um dermatologista.

Quer mais dicas como essas e sobre depilação? Assine a nossa newsletter e receba os melhores conteúdos em primeira mão!

Você também pode gostar de:
Mais que depilação, temos diversas soluções para o cuidado do pelo. Serviços diferenciados, em um mesmo lugar, para atender todas as necessidades dos nossos clientes.
"Nossa missão é transformar vidas promovendo o bem-estar e autoestima das pessoas, respeitando a individualidade e a liberdade de ser o que quiser.

Somos referência nacional em depilação e pioneiros no segmento. Com mais de 20 anos de mercado, uma técnica exclusiva e atendimento diferenciado, carregamos a mesma essência em todas as mais de 100 lojas no Brasil e Venezuela. Nossa única preocupação na Depyl Action é proporcionar aos nossos clientes a melhor experiência em cuidados com o pelo.

Este é o nosso compromisso com você."


Danyelle Van Straten,
Diretora da Depyl Action