11

out

2018

Depilação na adolescência: Pode? Quando?

A puberdade é uma palavra que aterroriza os pais e até alguns pré-adolescentes. Durante essa fase, a partir dos 10 anos, meninos e meninas começam a perceber as mudanças que, gradualmente, acontecem no corpo.

Por volta dos 12 anos, o sinal mais evidente que a puberdade chegou é o aparecimento dos pelos. Os jovens estão cada vez mais vaidosos e querem começar a cuidar e até remover os pelos. Mas depilação na adolescência é possível?

A resposta não é exata. Não existe uma idade certa para começar a retirar os pelos. A definição fica a cargo do grau de incômodo que eles causam. Geralmente, quando estão mais grossos e aparentes é que os adolescentes decidem que chegou a hora.

Se você também quer saber a resposta para essa pergunta, este post foi feito para você. Descubra com a gente qual é a melhor solução!

O adolescente e o seu corpo

As transformações da puberdade são naturais, mas representam um grande desconforto para a maioria das adolescentes. Na verdade, eles costumam se sentir pouco à vontade com a nova imagem que se forma.

Nesse contexto, os pelos costumam ser um incômodo a mais, especialmente porque eles engrossam e se tornam mais visíveis. E se antes levantar o braço, usar um biquíni ou andar sem camisa não exigia nenhum preparo, a situação começa a se tornar um pouco diferente.

O fato é que, embora não exista uma idade indicada para iniciar a depilação, o importante é começar quando a menina se sentir incomodada por causa dos pelos.

Assim, além de proporcionar mais conforto e higiene, a depilação na adolescência elimina uma fonte de descontentamento. Um motivo a menos para o adolescente se sentir desconfortável com a própria aparência e um ponto a mais para a autoestima!

Depilação na adolescência como uma rotina de cuidados

Assim que os pelos começam a incomodar, é importante que a depilação entre na rotina de cuidados do adolescente.

O ritmo de crescimento dos pelos e os locais em que eles se tornam mais grossos é variável. É comum que as meninas comecem depilando meia perna (do joelho para baixo) e axilas. E os meninos dão preferência para as costas e abdome, além da sobrancelha.

No início, além do medo da dor, uma das grandes barreiras que os adolescentes enfrentam é a timidez. Afinal, a depilação de partes íntimas, por exemplo, exige uma exposição à qual eles não estão acostumados.

Porém, o atendimento de uma equipe qualificada ajuda a solucionar o problema. A confiança vai se estabelecendo e, logo, os adolescentes começam a se sentir preparados para depilar a cava da virilha e outras áreas do corpo.

Tão importante quanto o serviço prestado, é uma boa conversa com o adolescente para explicar os procedimentos e fornecer orientações sobre cuidados com a pele.

Depilação da sobrancelha

Vamos dar um maior destaque à depilação dessa região. Por ser mais visível, muitos adolescentes começam a fazer a sobrancelha desde muito jovens. O grande problema é que acabam fazendo isso em casa, sem nenhum tipo de ajuda profissional.

Com as mudanças do corpo, é normal que a menina passe a querer depilar a sobrancelha para obter um contorno mais desenhado. Porém, ao fazerem isso de forma amadora, as adolescentes correm o risco de cometer erros e alterar o desenho da sobrancelha de forma inadequada.

O resultado disso são sobrancelhas tortas, com desenho desproporcional ao rosto. E se o processo errado é feito por um período longo de tempo e os folículos forem danificados, pode ser difícil ou até impossível reverter os danos.

Por isso, é fundamental que a adolescente procure, desde o primeiro momento, profissionais que possam depilar a sobrancelha de forma correta.

Além de não retirarem pelos de locais onde eles devem permanecer, o conhecimento dos profissionais em visagismo pode definir o contorno mais apropriado para ressaltar os traços do rosto.

Métodos indicados para a depilação na adolescência

As técnicas apropriadas para a depilação na adolescência são as mesmas para as mulheres e homens em geral. Porém, como cada pele possui características peculiares, é importante observar a reação de cada uma.

A seguir, confira os benefícios e as eventuais desvantagens de cada método:

Cera Morna

Por arrancarem os fios desde a raiz, as ceras são opções muito indicadas. A tração enfraquece os fios, deixando-os mais finos. Resultado? Pele lisa por mais tempo.

Lâmina

Muito prática, pois pode ser usada em casa, e indolor, a lâmina é um método barato e bastante utilizado. Porém, para quem pensa que esse método é totalmente livre de problemas, isso é um engano.

Para uma depilação segura, as lâminas devem ser sempre novas e de uso individual. Quando isso não acontece, existem sérios riscos de contaminação. Se expostas à umidade, elas podem enferrujar e causar problemas graves.

Como cortam o fio no ponto rente à pele, os pelos nascem mais rápido e já com a aparência de fio grosso, o que é uma desvantagem. Isso faz com que a utilização da lâmina seja mais frequente, podendo causar encravamento de pelos.

Além disso, há áreas sensíveis que precisam de muita atenção durante a depilação. Na região do tornozelo, por exemplo, um pequeno corte pode causar um sangramento considerável e bastante dor.

Linha

Muito utilizada para eliminar a penugem que surge no rosto, não costuma causar irritação ou alergia. E mais uma vantagem: seus resultados duram cerca de 20 dias. Também ajuda a esfoliar a pele, ao remover as células mortas a cada passada.

O procedimento tem, em média, duração menor que a retirada com pinça, pois permite a remoção de mais de um pelo por vez. Em geral, um acabamento é feito com o auxílio da pinça, para finalizar o design de sobrancelhas ou puxar pelos que não saíram com a linha.

Depilador elétrico

O mercado oferece modelos de depiladores que arrancam os fios pela raiz. Costumam ser práticos, mas nem sempre o procedimento é indolor. O conforto para a utilização pode depender da quantidade e da espessura dos pelos.

Há cuidados para a utilização: o depilador deve ser passado de baixo para cima, no sentido contrário ao do crescimento dos pelos. No entanto, o procedimento exige atenção, pois, nem sempre, o sentido de todos os pelos será igual.

A grande vantagem é que, por eliminar os pelos pela raiz, é possível utilizar o depilador elétrico em intervalos maiores de tempo. Porém, a desvantagem é que, em alguns modelos, para os pelos serem cortados, é preciso que o fio tenha um comprimento mínimo, como na depilação com cera, e nem sempre o adolescente quer permanecer com os pelos enquanto espera o tempo de crescimento.

Fotodepilação e laser

Não são métodos definitivos, mas sim duradouros, e menos dolorosos que a cera. Por esses motivos, são cada vez mais procurados por adolescentes.

Para realizar o procedimento, é necessária a autorização do responsável.

É sempre importante lembrar que, assim como a depilação, a adolescente precisa começar a adotar uma rotina de cuidados com a pele para evitar problemas e, assim, sentir-se bem e saudável.

E aí, gostou do nosso post? Tirou suas dúvidas sobre depilação na adolescência? Já iniciou esses cuidados ou conhece alguma adolescente que está começando? Deixe um comentário e compartilhe a sua experiência com a gente!

Você também pode gostar de:
Conheça a rede especializada em depilação que irá mudar sua experiência com a remoção de pelos.
"Desde o cuidado com a higiene e segurança, até o nosso método exclusivo (desenvolvido especialmente para ser mais suave e delicado), nossa única preocupação na Depyl Action é proporcionar aos nossos clientes a melhor experiência de depilação do mercado.

Este é o nosso compromisso com você."


Danyelle Van Straten,
Diretora da Depyl Action