Guia completo sobre os tipos de depilação
POSTADO EM Beleza Bem-Estar Universo Depyl

guia-completo-sobre-os-tipos-de-depilacao4535

Desde a Antiguidade, as mulheres já recorriam a diversos tipos de depilação. No Egito, considerado o berço dos procedimentos estéticos no mundo, até mesmo a rainha Cléopatra utilizava tiras de pele de animal, banhadas em mel quente de abelha, para arrancar os pelos das axilas. Já na Grécia, uma varinha de 30 cm, chamada de estrigil, era o principal instrumento para deixar a pele das mulheres lisinhas.

No Brasil, o hábito de se depilar é datado desde o seu descobrimento. Na carta de Pero Vaz de Caminha à corte portuguesa, suas primeiras impressões relatavam a falta de pelos pubianos das índias, que utilizavam espinha de peixe-lixa como forma de depilação.

Hoje, as técnicas são mais sofisticadas e o hábito de se depilar não é mais uma exclusividadefeminina. Em nome da praticidade, e também da beleza, os homens estão descobrindo os benefícios da depilação. As idas ao barbeiro se transformaram em visitas às clínicas e centros estéticos. E o que antes era exclusividade dos chamados “metrossexuais” – gíria dos anos 90 que se refere a um homem excessivamente preocupado com a aparência – já atinge uma infinidade de perfis.

Ter uma pele livre de pelos é um desejo universal, principalmente, durante o verão, em que as idas à praia e a piscina aumentam. Muitas pessoas costumam recorrer a métodos práticos, que removem os pelos rapidamente, mas podem causar problemas, como a foliculite – bolinhas vermelhas ou esbranquiçadas que resultam em coceira, pelos encravados e até manchas escuras na pele.

Por isso, para cada pessoa existe uma técnica mais confortável e métodos especiais de tratamento pós e pré depilação, que ajudam a evitar esses problemas. Clínicas especializadas possuem profissionais experientes que podem ajudar a encontrar a melhor forma de se depilar, mas para que você entenda um pouco mais sobre o assunto criamos um guia completo sobre todos os tipos de depilação. Confira!

Quais são os tipos de depilação mais comuns?

O mercado apresenta diversos tipos de depilação para homens e mulheres, por isso é importante encontrar um método, de acordo com o seu objetivo e tipo de pele. Os procedimentos mais comuns para se livrar dos pelos possuem caráter temporário, alguns com crescimento mais rápido e outros com resultado mais duradouro. Até mesmo, os considerados “definitivos” não são capazes de eliminar 100% dos pelos, mas sim, a maior parte deles. Não existem tipos de depilação exclusivamente masculinos e femininos, mas sim preferências entre ambos, de acordo com a praticidade e tempo de duração.

No Brasil, enquanto as mulheres preferem métodos como a cera, os homens optam por tipos mais práticos como a lâmina. O mercado oferece também outras opções temporárias como a pinça, a linha e o creme depilatório. Na lista dos mais duradouros está o laser e o método que vem atraindo um maior número de adeptos, pela sua eficácia e pelo custo-benefício: a fotodepilação.

Como funciona cada tipo de depilação?

Se você vive adiando às idas aos centros estéticos, morre de medo de pensar em se depilar ou ainda sofre com a dor, manchas e foliculite a cada vez que se depila, talvez ainda esteja apostando no método errado. O mercado de beleza já traz uma diversidade de procedimentos para pessoas dos sexos masculino e feminino, que estão em busca de praticidade ou temem a dor. Cada um funciona de maneira bem diferente, mas todos apresentam resultados eficazes.

Lâmina

A lâmina é o tipo de depilação mais rápido e barato para remoção dos pelos. É também o método mais popular entre os homens pela sua praticidade. Os pelos são cortados na superfície da pele, por isso voltam a crescer muito rapidamente, em cerca de 1 ou 2 dias. Em regiões como o rosto ou virilha, pode causar irritações e foliculite, principalmente se não houver uma preparação da pele e os intervalos entre a depilação forem muito rápidos.

Cera

A cera se divide em duas categorias: fria e quente. Uma exclusividade da Depyl Action é a ceramorna – que não possui parafina na sua fórmula, trazendo uma temperatura agradável para a pele e ideal para áreas como rosto, buço, axilas e virilhas. Uma propriedade geral da cera quente é dilatar os poros retirar o pelo pela raiz, o que diminui a necessidade de depilação, já que o crescimento leva de 15 a 20 dias.

A principal diferença para entre ambas as ceras está na sensibilidade de cada usuário. A fria não causa inchaço na pele, mas costuma ser um pouco mais dolorosa, já a quente retira os pelos com mais facilidade, mas causa uma vermelhidão logo após a depilação. O mais importante nesse método é nunca reutilizar cera pelo risco de contaminação da pele.

Creme depilatório

É um método útil para quem deseja gastar pouco e não sentir dor. Assim como a lâmina, o pelo não é retirado pela raiz e costuma crescer em 4 ou 5 dias, mas é preciso ter uma série de cuidados já que os cremes depilatórios costumam conter químicas prejudiciais à pele se ficarem em contato por muito tempo. Cada produto traz o tempo indicado na embalagem, e é essencial não ultrapassar esse período – que vai de 5 a 10 minutos. Outro aspecto importante é escolher cremes específicos para cada área do corpo e do rosto.

Linha

linha é um tipo de depilação, que apesar de relativamente nova no Brasil, já é considerada milenar, com nascimento no Egito. Com 30 cm de uma linha de costura, algodão e soro fisiológico já é possível iniciar a depilação, que funciona como uma pinça arrancando uma quantidade maior de pelos por vez, principalmente na face e sobrancelhas. É um método considerado dolorido por muitas pessoas, mas é rápido e eficiente já que enfraquece os pelos e reduz o seu crescimento. Também é um dos tipos de depilação para o rosto mais indicadas pelos dermatologistas.

Laser

O laser é o tipo de depilação duradoura mais conhecido pela sua eficácia em eliminar quase todos os pelos. Cada pessoa precisa de um número ideal de sessões para o seu tipo, e quantidade, de fios, mas o comum são de 5 a 8 sessões. A luz do laser destrói a matriz dos fios, impedindo o seu crescimento. Esse método custa um pouco mais caro do que os outros e costuma ser mais dolorido, no entanto o resultado é garantido para quem não quer mais se preocupar com o excesso de pelos pelo resto da vida.

Fotodepilação

fotodepilação é uma das novidades mais aclamada pelo mercado e mais recomendado por profissionais. Essa tecnologia inovadora torna os fios mais finos e frágeis, reduzindo a sua quantidade quase totalmente. Dentre os seus benefícios está a capacidade de combater a foliculite, clarear manchas e aumentar a produção de colágeno na pele, tornando-a mais firma e viçosa.

Possui uma eficácia semelhante ao laser e é considerada menos dolorida por algumas pessoas. A retirada do pelo é feita através de uma luz intensa pulsada, que utiliza uma energia que atua diretamente na sua melanina eliminando-o, depois de alguns dias.

Com um custo menor por sessão, é preciso repetir o procedimento por cerca de 8 a 12 vezes – dependendo de cada pessoa. E pode ser necessário investir em uma sessão extra de manutenção após 6 meses. A fotodepilação é compatível com quase todas as áreas do corpo, exceto mucosas, saco escrotal, ânus e olhos. entre os seus benefícios está a capacidade de combater a foliculite, clarear manchas e aumentar a produção de colágeno na pele, tornando-a mais firma e viçosa.

Como escolher o melhor tipo de depilação para cada pele?

Cada pessoa possui um tipo de pele diferente. No entanto, essa mesma pessoa também possui variações no seu próprio corpo. Por exemplo, locais como virilha e axilas são mais propensos ao ressacamento e escurecimento. Já a “zona T”, que inclui testa, nariz e queixo costuma ser mais oleosa. Por isso, cada região do corpo merece um cuidado especial. E a regra vale também para a hora de se depilar. Escolher um tipo de depilação apenas pelo preço ou durabilidade é um erro que pode trazer problemas graves ou não ter o resultado esperado por você. Confira os melhores tipos para a sua pele:

Peles sensíveis

As peles sensíveis são as que correm o maior risco de terem problemas como foliculite, pelos encravados e dermatite – uma espécie de irritação – após a depilação. O mais indicado é apostar em métodos menos agressivos, como o creme depilatório (não esqueça de fazer um teste antes de aplicar o produto pelo tempo indicado na embalagem) e a cera. A quente pode causar alguma irritação logo após a aplicação, mas dói menos que a fria. O ideal é utilizar a cera morna, com temperatura que se adapte à sua pele.

A lâmina é um dos métodos menos indicados, pois pode cortar e machucar a pele gravemente. Caso seja necessário utilizar o método, fique atento ao processo pós-depilação, utilizando cremes indicados dermatologicamente, com substâncias como o corticoide, por exemplo.

Peles bronzeadas

Quem deseja pegar uma corzinha, principalmente no verão, deve ficar longe do laser e da fotodepilação. O sol é um inimigo dos resultados desses procedimentos, causando manchas definitivas ou interferindo na sua eficácia. Já que ambos trabalham com o contraste da melanina com a pigmentação do pelo. Como depilação e verão estão intimamente relacionados, o ideal é investir na cera para preservar o bronzeado e manter a pele bonita.

Peles claras, morenas e negras

Alguns tipos de depilação não se aplicam às peles claras e escuras da mesma forma. Peles brancas ou morenas com fios escuros, por exemplo, são ideais para os tratamentos com laser e a fotodepilação, que trabalham com a melanina – substância também responsável pela proteção contra raios ultravioletas.

O laser é ainda mais atraído por essa melanina, por isso pessoas claras com fios claros ou negras com fios escuros podem não ter um resultado tão eficaz, já que o aparelho não consegue distinguir a pigmentação do pelo e da pele.

A pele negra ainda corre um risco maior, por já ser muito pigmentada, e com o tratamento a laser pode haver uma hiperpigmentação das áreas, ou seja, o surgimento de manchas. Isso não quer dizer que os procedimentos não podem ser feitos, mas é preciso levar em consideração ainda a cor e textura do pelo. E claro, escolher um profissional experiente, que indicará o melhor aparelho para aquele tipo de depilação e os cuidados após a sua realização.

Como depilar cada tipo de pelo?

Muitas pessoas ao procurarem tipos de depilação duradouras acabam se frustrando com o resultado após o fim do número de sessões indicadas. Antes de se depilar, além de levar em conta o seu tom de pele ou sensibilidade, é preciso também prestar atenção na textura e coloração do pelo. Fatores decisivos para que os resultados sejam satisfatórios ou não.

Pelos claros X escuros

A primeira característica a ser observada nos pelos é a sua coloração, que tem relação direta com a tonalidade da pele, na maioria dos casos. Geralmente peles morenas e negras costumam ter fios mais escuros, já as brancas são marcadas por pelos mais claros.

Antes de se depilar, é preciso entender qual método é mais eficiente, principalmente em casos como o laser e a fotodepilação. Essa, por exemplo, é ideal para quem possui pele clara e fios pretos, já que atua diretamente no contraste entre a melanina e o fio, o que não acontece com os muito claros que possuem pouca pigmentação. Quanto aos outros métodos temporários não há contraindicações.

Pelos grossos

Apesar do aspecto mais áspero, os pelos grossos são os mais indicados para as depilações com laser e fotodepilação. Quando contrastam com o tom de pele, o resultado é ainda mais eficiente, com o afinamento dos fios já perceptível nas duas primeiras sessões.

Os métodos temporários mais eficientes são a cera quente e morna, que dilatam os poros, retirando os pelos pela raiz mais facilmente e reduzindo o seu crescimento, ao longo do tempo – diferente da cera fria que costuma ser mais dolorosa em fios grossos. A lâmina é indicada em momentos de extrema necessidade, já que costuma ser agressiva à pele, e no caso dos pelos grossos podem trazer uma textura ainda mais áspera, já que o fio cresce a partir da superfície. Outros riscos são o seu encravamento e a foliculite.

Pelos finos

Em pelos finos, os resultados dos tipos de depilação podem ser mais lentos. O mais indicado nesse caso é investir nos métodos que façam esse tipo de fio crescer mais lentamente. O creme depilatório possui uma eficácia em acabar com as pequenas penugens que costumam nascer no rosto ou no corpo, sem interferir na sua textura. O mesmo vale para a linha. Depilar com cera fria também pode ser vantajoso por aumentar os intervalos de retoque, e por causar uma sensação ainda maior de afinamento desses fios.

Pelos encravados

Ao depilar os pelos, principalmente com lâmina, é muito comum que os fios fiquem encravados o que causa manchas na pele, coceira e uma sensação de desconforto. A depilação com cera quente, fotodepilação e laser são eficazes em tratar e evitar que os pelos encravados apareçam.

Quais são os cuidados pré e pós-depilação?

Todo tipo de depilação representa uma forma de agressão à pele. Alguns com menos impacto como o creme depilatório, e outros que exigem mais cuidados como a lâmina e o laser. Independente do método escolhido é preciso ter alguns cuidados no pós-depilação, e também antes de realizar qualquer procedimento, para evitar manchinhas escuras, irritações ou ressacamento de áreas específicas do rosto e do corpo. No caso da cera e da fotodepilação há uma série de cuidados específicos que trarão uma pele lisinha e livre de pelos!

Pré-depilação

A principal preparação da pele antes da depilação é mantê-la limpa com um sabonete neutro e hidratá-la pelo menos duas vezes diariamente. Alguns dias antes de realizar o procedimento com cera é aconselhável esfoliar a área com um produto suave para evitar que os pelos encravem, e sejam mais facilmente removidos. Evite fazer isso no mesmo dia da depilação ou os pelos podem ficar mais amolecidos e a região muito sensível.

Se a pele já tiver pelinhos encravados ou foliculite o ideal é não mexer sem a ajuda de um especialista ou dermatologista. Isso pode gerar manchas e cicatrizes. Antes das sessões de fotodepilação, os pelos também não podem ser arrancados pela raiz, apenas com lâmina ou creme depilatório.

Pós-depilação

No processo pós-depilação com cera, a pele pode ficar irritada ou vermelha. O ideal é aplicar uma bolsa de gelo ou produtos que acalmem a região. Um dos mais indicados é gel de hamamélis, que auxilia no fechamento dos poros, proporciona uma sensação de frescor e hidratação, além de possuir propriedades adstringentes e anti-inflamatórias, e ser bastante econômico.

Cada parte do corpo precisa de um cuidado diferenciado. Nas virilhas e pernas é recomendado não usar roupas e lingeries apertadas pelo menos alguns dias após a depilação. Nas axilas, cremes desodorantes podem irritar a pele. No buço, maquiagens líquidas e produtos ácidos também devem ser evitados. Aplique uma loção refrescante à base de hortelã ou menta para suavizar a pele da região.

Também não utilize pomadas ou cremes gordurosos que possam obstruir os folículos, caso contrário a pele ficará ainda mais irritada e propensa à foliculite. No caso da fotodepilação, ainda é estritamente proibido tomar sol ou podem surgir manchas definitivas na pele. Em todos os casos de pós-depilação, utilize um filtro solar com alto fato de proteção.

Como fazer a depilação durar mais tempo?

A depilação é um método milenar que faz parte da vida de mulheres, e também de homens, cada vez mais cedo. Frequentemente novos métodos e técnicas são descobertos, e já há opções para quem deseja se depilar sem sair de casa ou eliminar a maior partes dos fios de uma vez por todas. O que a maioria das pessoas ainda busca são truques de como fazer a depilação durar mais tempo, sem agredir a pele com frequência. E nós descobrimos algumas dicas que podem te ajudar!

Respeite os intervalos entre as sessões de depilação

No caso dos métodos temporários como a cera, assim que o primeiro pelo aparece, algumas pessoas caem na tentação de eliminá-lo com lâminas. E é ai que está o erro. Para fazer a depilação durar mais é preciso respeitar o tempo de vida do pelo, ou o resultado da próxima sessão pode ser comprometido.

Hidrate e esfolie a pele

A preparação antes de qualquer procedimento é importante para os resultados. Por isso antes de procurar fórmulas e estratégias de como fazer a depilação durar mais tempo é preciso manter a pele hidratada, e esfoliar pelo menos uma vez por semana, o que facilita a remoção dos fios e evita pelos encravados.

Beba água

Também é essencial beber, pelo menos, dois litros de água diariamente. Pois um corpo hidratado se reflete em uma pele viçosa e cheia de vida, o que prolonga a durabilidade dos métodos depilatórios.

Evite o uso da lâmina

Apesar da praticidade, a lâmina costuma aumentar a rapidez de crescimento dos fios, com intervalos de 1 ou 2 dias. O aparelho também corta os pelos logo na sua superfície, o que dá a impressão de que eles estão ainda mais grossos.

Aposte em um método duradouro

Para quem deseja reduzir às idas aos salões de beleza e clínicas de estética, o importante é investir em um método que prolongue o crescimento dos fios, como a cera – que além de remover os pelos pela raiz o que retarda o seu crescimento – possui benefícios diretos para a pele da região depilada, deixando-a a mais lisa e menos propensa à foliculite, já que remove células mortas e promove uma esfoliação natural.

A depilação já é um procedimento recorrente na vida das mulheres, e está fazendo a cabeça também da ala masculina – em busca não apenas de beleza, mas de praticidade, principalmente no calor do verão. Independente do método escolhido, é preciso observar a região que será depilada e a sensibilidade da pele daquela área. E o mais importante: ter cuidado com o tratamento pós-depilatório, utilizando cremes especiais e sempre protegendo a pele com filtro solar, que a deixará livre das temíveis manchas e prolongará o resultado de qualquer procedimento escolhido por você.

E você, já conhecia esses tipos de depilação? Já testou algum dos métodos? Compartilhe sua experiência com a gente nos comentários!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *