Tipos de pele
POSTADO EM Beleza

Qual é a sua pele do rosto?

Para a beleza e saúde da sua pele, todo cuidado é pouco. E nada melhor do que saber exatamente qual o seu tipo de pele para escolher os tratamentos ideais, desde o sabonete mais apropriado até chegar aos tratamentos estéticos, como a depilação facial e corporal. Cada tipo de pele, por apresentar características diferentes, merece atenção especial para que os efeitos sejam os melhores possíveis.

Vamos então falar um pouco sobre cada tipo? Vem com a Depyl Action descobrir qual é a sua pele!

Cada pele, uma beleza

A pele é formada por três camadas, cada uma com uma função diferente: a epiderme é a camada mais externa que forma uma barreira protetora do corpo contra os danos externos; a derme é a intermediária, formada por fibras de colágeno, elastina e gel coloidal que dão tonicidade, elasticidade e equilíbrio à pele; e a hipoderme, a última camada da pele que une a derme e a epiderme, mantém a temperatura do corpo e acumula energia para o desempenho das funções biológicas.

Conheça os tipos mais comuns de pele, de acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia, e alguns cuidados essenciais para que a sua pele seja saudável, independente do tipo que se encaixa:

Pele normal

É a que tem a textura saudável e aveludada, com a elasticidade ideal e com a produção de gordura adequada, o que favorece que esse tipo de pele tenha poros pequenos e pouco visíveis, com menor aparecimento de espinhas e manchas.

Cuidados:

Para a limpeza, é indicado usar sabonete neutro e finalizar com tonificante suave e sem álcool; na hora de escolher a maquiagem, opte por bases translúcidas e hidratantes, pelo blush em pó ou nos estilos mousse e cremoso. E o protetor solar, cuidado básico para qualquer pele, no caso da normal, escolha o que é em creme ou emulsão, utilizando um hidratante alguns minutinhos antes de aplicar a proteção.

Pele seca

É a que perde água em excesso, e por isso tem poros pouco visíveis, pouca luminosidade, e está mais propensa à descamação e vermelhidão e ao aparecimento de rugas. A pele pode ser seca devido a fatores genéticos e hormonais, ou ainda por causa de mudanças de temperatura,clima, e também de banhos muito quentes.

Cuidados:

Na hora de limpar a pele seca, prefira a leites ou loções de limpeza para que não agrida; para os produtinhos de make-up o ideal é escolher uma base líquida, cremosa ou com consistência de mousse, e o blush pode ser líquido com efeito transparente ou cremoso com acabamento acetinado. E como na pele normal, a seca também merece protetor solar em emulsão ou creme, usado junto com o hidratante.

Pele oleosa

É a pele com aspecto mais brilhante, úmido e espesso porque produz mais sebo do que o normal, o que pode ser causado por herança genética, alterações hormonais, excesso de exposição aos raios solares, estresse ou uma dieta rica em alimentos gordurosos. É o tipo mais propício a espinhas, acne e cravos por ter poros dilatados.

Cuidados:

Para cuidar bem da pele oleosa, limpando-a da maneira correta, é preciso apenas água e sabonete, alternando o normal com um antissépticoem alguns dias da semana para não remover os componentes da pele. É indispensável que a maquiagem seja oil free, e pode-se usar bases em pó ou bastão e um blush com a cor que preferir para disfarçar a oleosidade. O protetor deve ter a consistência em gel ou à base de água porque não acumula nos poros.

Pele mista

É considerado o tipo mais frequente de pele da população brasileira, com aspecto oleoso e poros dilatados na testa, nariz e queixo (a chamada “zona T”), tendo as bochechas e as extremidades do rosto com aspecto seco. Sua espessura é fina com tendência à descamação e rugas precoces.

Cuidados:

A pele mista requer, para limpeza, as loções desengordurantes aplicadas junto com adstringentes aplicados apenas na “zona T”; a maquiagem é a mesma indicada para as peles normais, com bases translúcidas, hidratantes e blush em pó, mousse ou cremoso. Para proteger, a recomendação é usar diariamente produtos à base de gel ou de água, assim como o ideal para as peles oleosas.

Todos os tipos de peles, muitos cuidados

Seja qual for seu tipo de pele, hidratá-la é essencial para manter seu viço e beleza, além de auxiliar na integridade da camada de proteção cutânea, evitando descamação, ressecamento, envelhecimento precoce e irritações. Além de usar hidratantes todos os dias, adequados ao seu estilo de pele, é muito importante que a hidratação aconteça por dentro e por fora.

Para manter a pele hidratada, beba diariamente bastante água, evite exposição excessiva ao sol, mantenha uma dieta rica em frutas e verduras e evite realizar esfoliações excessivas na pele.

No momento de escolher o melhor método de depilação, seu tipo de pele faz toda a diferença. A depilação com cera morna, por exemplo, é perfeita para áreas como rosto, buço, axilas e virilhas de todos os tipos de pele. A depilação com linha é um método rápido e eficiente, utilizado principalmente na face e nas sobrancelhas, e o mais indicado pelos dermatologistas para o rosto. A fotodepilação é ideal para peles propensas à foliculite por ser um método que combate esse problema, além de ajudar a clarear manchas e aumentar a produção de colágeno.

O seu tipo de pele merece o cuidado dos serviços que a Depyl Action oferece, e para descobrir uma loja perto de você, onde estiver, dá uma olhada em nosso mapa de franquias espalhadas pelo Brasil.

 

 

 

Como proceder com os pelos no rosto? Veja os tratamentos!
POSTADO EM Beleza

A presença de pelos no rosto e no corpo como um todo, é natural em todas as pessoas. Muitos homens tendem a apresentar pelos em evidência em regiões como no rosto, barriga, costas, braços e peito. 

Em contrapartida, as mulheres, em sua maioria, possuem pelos muito mais finos do que os homens e quase não é possível percebê-los nas mesmas regiões. Em alguns casos, um excesso de pelos mais grossos e consequentemente aparentes pelo corpo das mulheres pode ocorrer. Esse processo é conhecido como hirsutismo. 

O hirsutismo acontece devido a alterações hormonais ou por predisposição genética, mas ele não apresenta nenhum risco à saúde. Este excesso pode ser extremamente desconfortável e constrangedor para algumas mulheres e afetar sua autoestima. 

O excesso de pelos evidentes, especialmente na face, faz com que qualquer mulher perca o sono. A boa notícia é que existem tratamentos para solucionar esse problema, que só causa dor de cabeça. Para investir no recurso certo e entender qual é a melhor escolha para você, confira nosso post com dicas de tratamento para você se ver livre dos pelos no rosto! 

Comece procurando o aconselhamento médico

Se as mulheres da sua família apresentam casos de hirsutismo assim como você, então é bem provável que seu problema seja uma herança genética. 

Caso você tenha notado essas mudanças de uma hora para outra, o primeiro passo antes de escolher um tratamento para eliminar os pelos no rosto é ter um diagnóstico preciso sobre o seu caso. Portanto, procure seu médico e faça os exames necessários. 

É preciso saber antes de tudo qual a alteração hormonal que está provocando o hirsutismo e se você precisará realizar algum tratamento com medicamentos. Uma das causas comuns desse desequilíbrio inclui a síndrome de ovários policísticos. Por isso, é essencial ficar ligada e cuidar da saúde em primeiro lugar.

Saiba o que não se deve fazer quando se tem pelos no rosto

Por mais irritante que possa ser a situação, resista à tentação de arrancar os pelos de qualquer jeito ou usar lâminas. Respire fundo e invista em um tratamento que te trará bons resultados e mais durabilidade, para que você se sinta mais feliz. 

Usar lâminas de barbear na face não é uma boa opção para mulheres com hirsutismo. Este método não confere durabilidade e pode agredir a pele feminina, já que ela é muito sensível. Além disso, o visual pode ficar muito estranho quando os pelos começarem a crescer, pois eles tendem a crescer mais espessos e espetados. 

A pinça também não te ajudará nesse caso. Ela pode até ser útil para emergências, porém ela é indicada para áreas com poucos pelos, onde a remoção é pontual. Investir nesse método pode ser cansativo e no fim das contas você pode não ter um resultado uniforme e bonito. 

Escolha o melhor tratamento para você 

Felizmente, o mercado oferece bons tratamentos que promovem um resultado eficaz e duradouro. Porém, diante de tantas opções, como saber qual é a melhor? Veja abaixo os tratamentos mais indicados para casos de hirsutismo e o que eles têm para oferecer. 

Depilação com cera 

É uma opção para as mulheres com hirsutismo, mas é preciso que a manutenção seja feita com frequência. Este tratamento é eficaz porque a cera morna ajuda a dilatar os poros, o que permite que os pelos sejam extraídos pela raiz com maior facilidade. É um método relativamente prático e o valor é bastante atrativo. 

Se for optar por este tratamento, é importante procurar por um local seguro e com profissionais especializados, que façam todo o procedimento com cuidado. É uma boa solução quando você não pode investir em um procedimento mais duradouro ou precisa fazer uma manutenção dos pelos com certa urgência. 

Fotodepilação 

A fotodepilação é um método moderno e seu grande benefício em comparação a cera é a durabilidade. 

O procedimento é uma tecnologia que utiliza uma luz difusa pulsada de baixa intensidade, que tem o objetivo de enfraquecer e debilitar as células na raiz dos pelos, contribuindo para a eliminação deles. Pelo fato da luz ter menor intensidade, o tratamento é menos agressivo para a pele. 

Outra vantagem do procedimento é o custo-benefício. As sessões são bem mais acessíveis e rápidas em comparação à depilação a laser. Além disso, este tratamento é ideal para a pele do rosto feminino, uma vez que o processo também estimula a produção de colágeno, o que resulta em uma pele mais macia e firme. 

Depilação a laser 

Como a fotodepilação, a depilação a laser é um tratamento que confere durabilidade. Em contrapartida, o laser é mais intenso e potente e, por conta disso, o procedimento é um pouco mais dolorido. 

O laser destrói a capacidade do folículo em produzir um novo fio. Portanto, o objetivo do tratamento é, além de eliminar os fios, fazer com que eles cresçam lentamente. Por conta da intensidade, lembre-se de procurar profissionais de confiança para evitar problemas e queimaduras, por exemplo. 

As sessões de depilação a laser são mais longas e o preço geralmente é mais salgado, podendo custar o dobro em comparação a fotodepilação. 

Cremes depilatórios 

Os cremes depilatórios são produtos químicos fortes que quebram a estrutura do fio, fazendo com que ele caia. Sendo assim, este produto não é capaz de arrancar os pelos pela raiz, o que faz com que os retoques sejam necessários com maior frequência. 

Para um melhor resultado, procure um creme específico para a face e tome cuidado extra, caso sua pele seja sensível. Para evitar irritações e queimaduras, faça testes no braço antes de aplicar o produto no rosto. 

Outro ponto importante é seguir exatamente as instruções do fabricante. Para não causar problemas, nem pense em deixar o produto por um tempo além do indicado na embalagem. 

O hirsutismo é um problema que pode causar aborrecimentos, mas o que não faltam são opções de tratamento. Com cuidado e analisando suas preferências e prioridades, você encontrará um método que seja perfeito para você. Logo, poderá dizer adeus aos pelos no rosto! 

Gostou do nosso post? Então compartilhe nos comentários como você faz para tratar e eliminar os pelos no rosto!

Estética e Imagem Pessoal: mais do que vaidade, uma questão de saúde!
POSTADO EM Beleza

Entenda o conceito de Imagem Pessoal

A Imagem Pessoal é, basicamente, a impressão visual que você deixa para as pessoas que te conhecem — ou que vão te conhecer. É claro que esse conceito não deve carregar consigo classificações como o que é considerado feio ou bonito, mas sim ser percebido como a maneira como divulgamos a nossa própria identidade. Pessoas vaidosas, portanto, estão mais preocupadas em transmitir sua verdadeira imagem para si próprias e para o mundo, do que simplesmente alcançar padrões de beleza e estética definidos pela sociedade.

A Imagem Pessoal também é responsável, inclusive, pela maneira como você se comporta nas suas relações pessoais e profissionais. É fácil perceber que pessoas bem sucedidas, por exemplo, tem um determinado cuidado com a imagem que transmitem para as pessoas ao seu redor, mesmo que não pareça que elas percam muito tempo cuidando de seu próprio visual. Um cabelo arrumado, uma barba bem aparada, uma pele jovem e bem tratada, unhas bem cuidadas e muitos outros pequenos detalhes visuais ajudam a deixar sua imagem ainda melhor.

Por esse motivo, dedicar um tempo de sua rotina para colocar o seu lado vaidoso em funcionamento pode ser uma excelente estratégia para mudar completamente a maneira como você mesmo se vê no espelho — e acredite: a sua saúde corporal e mental vai te agradecer muito por isso.

Culto ao corpo e cuidados com a saúde

Ao falar em Imagem Pessoal, é preciso ter muito cuidado para não deixar esse conceito se aproximar de outro que, diferente do que desejamos aqui neste e-book, é extremamente prejudicial para a sua saúde: o culto ao corpo. Muitas pessoas confundem o cuidado com a Imagem Pessoal com o excesso de realização de procedimentos estéticos, ajustes na alimentação e prática de atividades físicas, em busca de uma forma física e um visual considerado “ideal” para a sociedade. O culto ao corpo é uma prática que, frequentemente, está associada a várias condições psicológicas graves, como a anorexia, bulimia e vigorexia, que afetam significativamente a saúde de quem valoriza esses excessos.

Boa parte da culpa do excesso de pessoas que se tornam vítimas do culto ao corpo é da moda e da mídia, que supervalorizam e estabelecem padrões visuais como as únicas alternativas encontradas para a beleza masculina ou feminina. Frustrados por não se parecerem com as modelos, atrizes e outras estrelas que dominam esse mercado, muitas pessoas se tornam completamente dependentes dos procedimentos estéticos, das dietas restritivas e das atividades físicas intensas para encontrar o que acreditam ser sua imagem pessoal. Em vez disso, acabam por enfrentar longos e desnecessários problemas de saúde, que poderiam ser evitados com a melhor compreensão do que significa realmente cuidar de sua imagem.

Culto ao corpo e os procedimentos estéticos

O culto ao corpo sempre foi uma prática diretamente associada aos procedimentos estéticos — feita de maneira completamente inadequada pela grande maioria das pessoas. É natural compreender que pessoas que precisam atingir alguma meta visual ou corporal tenham que se submeter mais frequentemente aos procedimentos estéticos disponíveis em clínicas e hospitais voltados para essa finalidade, entretanto, é errado generalizar e dizer que essas técnicas são utilizadas somente para agravar o quadro psicológico desses pacientes.

Os procedimentos estéticos devem ser vistos, antes de tudo, como uma alternativa encontrada pela medicina para ajudar muitas pessoas a se relacionarem melhor com seu próprio corpo, encontrando a satisfação e o bem-estar ao se olhar no espelho, e a confiança ao ir para o trabalho ou encontrar com os amigos. Querer ter uma boa aparência não é uma atitude que deve ser vista como fútil ou desnecessária, mas sim como essencial para garantir uma saúde física e mental de qualidade para as pessoas que sabem utilizar esses facilitadores de maneira equilibrada.

Percepção da beleza: como construir a sua imagem pessoal

A beleza jamais deve ser um termo utilizado para classificar um esteriótipo ou algo que possa ser considerado senso comum. Exatamente por sermos fisicamente diferentes, termos desejos e sonhos diferentes é que os nossos conceitos do que é belo e do que não é também são extremamente diferentes. Cada pessoa tem uma percepção única do que considera bonito — tanto para ela quanto para os outros — e é exatamente esse conceito que nos torna tão únicos.

As pessoas que se sentem bonitas são mais seguras de si e do que julgam ser perfeito para sua identidade. Isso não significa, entretanto, que elas não sintam a necessidade de cuidar de seu visual e de seu corpo.

Nesse post vamos falar um pouco sobre todos os aspectos que têm relação com a construção da imagem pessoal:

Apresentação do visual

Os primeiros passos para quem quer construir uma imagem pessoal única, elegante e confortável, estão relacionados com a apresentação que você cria para o seu visual. Cuidar não somente da sua higiene, como também da saúde dos cabelos, dos dentes e, inclusive, das roupas que você escolhe para vestir diariamente, é uma estratégia importante para garantir uma imagem pessoal satisfatória.

Atenção com a postura

Você sabia que a nossa linguagem corporal também tem muita relação com a imagem que transmitimos para nós mesmos e para quem convive conosco? A nossa maneira de caminhar, sentar e até mesmo de se comunicar com expressões corporais constroem uma parte importante da nossa imagem visual. Por isso, transmitir um cuidado com essa postura é também essencial para construir uma imagem atrativa para o seu espelho.

Saiba se comunicar

A capacidade de se comunicar é uma das características que diferencia o homem de outras espécies animais. Saber utilizar esse raciocínio e essa habilidade de comunicação é também um passo importante para construir uma imagem pessoal única. Por isso, dedicar-se a falar melhor, escrever melhor e, especialmente, escutar melhor as pessoas que estão dialogando com você, é uma prática interessante.

Cuide do seu corpo

O primeiro cuidado que qualquer pessoa deve ter para melhorar a imagem pessoal é com a alimentação. Aquilo que comemos está intimamente relacionado ao funcionamento de todo o corpo e, especialmente, à maneira como ele se apresenta. Quando comemos bem não temos apenas um metabolismo mais saudável, também garantimos um corpo mais esbelto, uma pele mais jovem e sedosa, cabelos brilhantes e macios e, é claro, mais disposição para o dia a dia.

O segundo cuidado é a prática de atividades físicas regulares. O sedentarismo é visto por nosso organismo como uma prática atípica e pouquíssimo saudável, então, para valorizar a sua estética pessoal, não se esqueça de adicionar à sua rotina alguns minutos de atividade física diária.

O terceiro cuidado que você deve ter está relacionado à ajuda que a medicina estética — e outros procedimentos relacionados a esse mercado — podem te oferecer. Vamos falar mais sobre alguns deles no próximo capítulo!

Principais cuidados estéticos para a saúde do corpo

Como já afirmamos, os cuidados estéticos não devem ser vistos como alternativas fúteis para quem quer melhorar a sua imagem pessoal e a relação com o próprio corpo. Elas são alternativas, muitas vezes necessárias, para desenvolver o visual que você sempre desejou, de maneira saudável.

Separamos abaixo alguns dos cuidados estéticos básicos que podem ajudar qualquer pessoa a se sentir melhor com sua própria imagem, sem se deixar seduzir pelos excessos:

Massagem modeladora

E se uma massagem pudesse ter uma funcionalidade que vai muito além da sensação de prazer, te ajudando a alcançar uma forma física que julga adequada para o seu corpo? Esse é o objetivo da massagem modeladora, um método mais completo e avançado do que a drenagem linfática.

Essa massagem ajuda a distribuir melhor a linfa e as placas de gordura pelo corpo, com a ajuda de movimentos rápidos e firmes. As consequências observadas no organismo são a redução da celulite e da flacidez da pele, graças à vasodilatação e oxigenação do tecido corporal.

Depilação

A depilação é um procedimento estético que realmente veio para ficar e que tem conquistado cada vez mais pessoas de diferentes perfis, em qualquer lugar do mundo — mulheres e homens.

A aplicação correta das técnicas de depilação duradoura (como a fotodepilação) ajuda a minimizar os desconfortos e gastos regulares relacionados aos métodos com lâmina, por exemplo.

Limpeza de pele

Sabe aquelas manchas no rosto causadas por cravos, espinhas e outras impurezas? Elas podem ser facilmente tratadas com a ajuda da limpeza de pele, um dos procedimentos estéticos mais procurados por brasileiros para melhorar a imagem pessoal. A limpeza de pele ajuda a abrir os poros para remover todas as impurezas e células mortas, devolvendo a ela um aspecto macio, saudável e sedoso.

O procedimento pode ser realizado em qualquer tipo de pele — seca, oleosa ou mista — e em outras partes do corpo, como nas costas ou no colo.

Radiofrequência

Outra técnica que está sendo muito procurada, especialmente pelas mulheres, para tratar marcas na pele, como a celulite, é a radiofrequência. Ela é realizada com a aplicação de uma radiação eletromagnética de alta frequência que ajuda a estimular a produção de colágeno, melhorando o aspecto do tecido.

É um procedimento seguro e com resultados satisfatórios, que ajuda também a minimizar a flacidez.

Peeling de diamante

Sucesso nas clínicas estéticas de todo o país, o peeling de diamante promove algo similar a uma pequena esfoliação da pele da região tratada, ajudando a remover tecidos mortos e estimular também a produção de colágeno, deixando o aspecto jovem, brilhante e sedoso das novas células que foram construídas.

O peeling é muito utilizado para retirar manchas do rosto, marcas de acne e flacidez.

Conclusão

Ao aprender a cuidar um pouco mais de nós mesmos, nos tornamos cada vez mais preparados para assumir nossa própria personalidade e identidade, vivendo uma vida mais completa e feliz.

Esperamos que esse conteúdo tenha te ajudado a compreender que a atenção à imagem pessoal é algo que vai muito além da vaidade, mas também tem íntima relação com a nossa saúde emocional e — por que não — corporal.

 

A fotodepilação é dolorosa? Essa e outras 8 perguntas respondidas!
POSTADO EM Beleza

A depilação é um ritual de beleza que faz parte da vida de muitas pessoas, já que ter uma pele livre de pelos e lisinha é sonho de consumo de muitas mulheres, bem como de homens.

Quando o verão se aproxima, os cuidados e a frequência da depilação se intensificam. Quem usa métodos convencionais como lâminas, por exemplo, sofre, pois, além de essa técnica não ser duradoura, o método em excesso agride muito a pele e pode causar pelos encravados, entre outros problemas.

Por conta disso, a busca por um procedimento mais duradouro e eficaz passa a ser prioridade, sobretudo para quem tem excesso de pelos ou pele sensível, por exemplo. Na procura de uma técnica de depilação para chamar de sua, a fotodepilação é um tratamento que promete durabilidade, eficácia e segurança, além de outras vantagens.

Entretanto, para quem não conhece muito bem a técnica, incertezas podem aparecer sobre como as sessões funcionam e se o procedimento é doloroso. Para solucionar esses e outros questionamentos, confira nosso post, veja nove perguntas respondidas sobre fotodepilação e faça sua escolha sem dúvidas!

Tire suas dúvidas sobre fotodepilação 

fotodepilação elimina pelos por meio do uso da Luz Pulsada Intensa (LPI). Porém, esse método não deve ser confundido com a depilação a laser, que emite uma luz mais intensa. Uma vantagem da LPI é que ela é uma luz mista com comprimentos de ondas diferentes, o que possibilita a personalização do procedimento de acordo com o perfil do cliente.

Se você está interessado, mas ainda tem dúvidas, confira as perguntas abaixo e saiba mais sobre mitos e verdades referentes à fotodepilação.

1 – A fotodepilação é dolorosa?

Essa é uma pergunta recorrente e que surge logo na mente das pessoas, sobretudo quando o tratamento é novo. A dificuldade em responder essa pergunta está relacionada ao fato de que a sensação de dor é algo subjetivo, uma vez que cada pessoa tem sua sensibilidade e tolerância a estímulos. Sendo assim, não é possível afirmar com garantia de que o procedimento é indolor.

A grande maioria das pessoas considera o tratamento tolerável, sem dores intensas. Vale lembrar que não é necessário nenhum tipo de anestesia para se submeter a essa técnica.

2 – Devo realizar algum cuidado ou preparação antes da sessão? 

Não existe uma preparação obrigatória, porém todo o processo de depilação agride a pele e um cuidado prévio pode contribuir para que ela fique menos irritada ou ressecada.

Além dos cuidados rotineiros com limpeza e hidratação, esfolie sua pele com algum produto leve alguns dias antes da sessão. A esfoliação vai deixar os pelos mais macios e facilitar o processo, evitando pelos encravados, por exemplo. Porém, evite esfoliar a pele no mesmo dia da sessão, pois ela pode ficar muito sensibilizada e vulnerável.

Além disso, o ideal para o sucesso da avaliação da pele antes da sessão de fotodepilação é que os pelos estejam crescidos ou em fase de crescimento. Mas no dia da sessão de fotodepilação é necessário que os pelos estejam raspados.

3 – A fotodepilação é indicada para quais tipos de pele? 

A tecnologia de LPI é programada para quase todo tipo de pele. Porém, vale lembrar que, devido ao fato desse tratamento atuar com a manipulação da melanina no corpo, peles escuras podem responder de forma diferente ao método. A cor e a textura dos pelos também devem ser consideradas.

A fotodepilação não é necessariamente proibida para certos tipos de pele. Entretanto, para evitar surpresas, o ideal é procurar um especialista que possa avaliar seu caso.

4 – Existe alguma zona do corpo que não pode ser depilada?

Praticamente todas as zonas do corpo podem ser depiladas por meio de fotodepilação, inclusive no rosto. As únicas exceções são as mucosas, o ânus, saco escrotal e os olhos.

5 – Quanto tempo duram as sessões?

O tempo de duração de cada sessão dependerá das áreas tratadas. Uma perna inteira pode demorar até cerca de uma hora, enquanto que em outros lugares menores, como o buço, por exemplo, o tratamento pode demorar de 5 a 10 minutos.

6 – Qual é o intervalo de tempo entre as sessões e quantas são necessárias?

Mais uma vez, o intervalo entre as sessões vai variar de acordo com a área tratada. Em geral, recomenda-se um espaço de um mês entre uma sessão e outra.

número de sessões também depende de vários fatores, mas normalmente a quantidade varia entre 10 e 12 sessões.

7 – Quais cuidados devo ter com a pele após as sessões?

Procure refrigerar a pele após as sessões, utilizando compressas de água fria. Isso, além de refrescar, acalmará a pele. Evite usar roupas ou lingeries apertadas caso tenha depilado pernas ou virilha. No caso do rosto, também não é recomendado o uso de muita maquiagem, e é preferível suspender a aplicação de produtos de tratamento que podem conter ácidos.

Manter a pele hidratada e protegida após a fotodepilação também é fundamental. Prefira hidratantes leves e em consistência de gel, uma vez que cremes muito gordurosos podem obstruir os folículos. Logo após o tratamento, fuja do sol e use filtro solar com alto fator de proteção, para prevenir manchas.

8 – A fotodepilação tem alguma restrição?

Manter a pele lisinha e depilada é crucial para aproveitar o verão, porém quem está com a pele bronzeada não deve fazer a fotodepilação, justamente pela questão da melanina, que mencionamos antes. A pele pode ficar manchada, e o tratamento pode não apresentar os resultados esperados.

A fotodepilação também não é recomendada para pessoas com infecções ativas na pele ou vitiligo, por exemplo. Gestantes também não podem se submeter a esse procedimento.

9 – Quais são os outros benefícios e indicações da fotodepilação?

A fotodepilação ajuda a clarear manchas na pele e é recomendada para tratar problemas de foliculite e pelos encravados. Além disso, ela estimula a produção de colágeno, o que resulta em uma pele mais firme, bonita e viçosa.

Com as facilidades da tecnologia e seus vários benefícios, a fotodepilação pode ser o tratamento perfeito para você! Não deixe de aproveitar esse avanço e procure um especialista para marcar sua sessão. Assim, você se prepara logo para o verão e ganha uma pele mais vigorosa, linda e cheia de vida!

Gostou do nosso post? Está mais curioso e animado para experimentar a fotodepilação? Ainda tem alguma dúvida? Compartilhe suas ideias com a gente nos comentários!

 

11 dicas para manter a pele sempre hidratada e limpa
POSTADO EM Beleza

Foi-se a época em que peles perfeitas significavam cremes caros e dermatologistas estrelados. Com tantos segredos aqui e ali por blogs e redes sociais, fica cada vez mais claro que o segredo para uma pele saudável e bonita está ali, nos cuidados do dia a dia.

Os cosméticos ajudam, mas adotar um estilo de vida saudável, com exercícios físicos e uma dieta balanceada, também reflete diretamente na sua imagem e na sua qualidade de vida. Quer entender melhor? Saiba os cuidados que você precisa ter para manter a pele hidratada e radiante!

Limpe e hidrate bem a pele

Caprichar na limpeza é muito importante para manter uma pele bonita. Porém, isso exige alguns cuidados. Uma higienização bem feita remove as células mortas, resíduos de produtos que danificam a superfície da pele e o excesso de oleosidade, evitando cravos e espinhas. Tome muito cuidado na hora de escolher o produto para limpeza.

Alguns cosméticos têm componentes muito agressivos, o que pode acabar provocando o ressecamento, a descamação da pele ou até mesmo o aparecimento das linhas de expressão precoces. Os sabonetes convencionais, por exemplo, costumam ter agentes de hidratação mais agressivos. Por isso, separe um sabonete específico para a região. Para o corpo, busque por produtos que tenha ativos antiressecamento, como lactatos de amônio, ureia, alantoína, vitamina E, vaselina ou ceramidas.

Evite também lavar a pele do rosto toda hora porque isso pode estimular a produção excessiva do sebo. O ideal é realizar a limpeza no máximo duas vezes por dia, uma pela manhã e outra à noite. Hidrate a pele com produtos específicos para a região nas duas vezes.

Na hora de secar, nada de esfregar a toalha na pele. Dê batidinhas leves com uma toalha macia para evitar possíveis agressões. Com o rosto todo cuidado é pouco.

Se você tiver muita acne e cravos, procure um especialista para realizar a limpeza. Espremer com os dedos pode ocasionar infecções e deixar marcas na pele que podem durar a vida inteira.

Se a rotina anda apertada, você pode usar os hidratantes de banho, que têm compostos com vitaminas e proteínas. Já os óleos de banho com base vegetal proporcionam maciez e irritam menos a pele. O uso dos hidratantes convencionais, contudo, não deve ser abandonado por completo. No caso de pele normal, mesmo usando hidratantes de banho, recomenda-se que um creme após o banho seja aplicado ao menos duas vezes por semana.

De acordo com a dermatologista Mona Gohara em entrevista à Maria Claire, perdemos cerca de 50 milhões de células da pele todos os dias. Se não ajudarmos a removê-las, elas podem ficar lá, deixando a pele com um aspecto opaco. Por isso, escolha um produto esfoliante com pH neutro para a região do rosto e outro para o corpo.

Tome cuidado com as microesferas de plástico!

As microesferas de polietileno (derivado do plástico) são grânulos de poliamida com propriedades de esfoliação. Elas são utilizadas em esfoliantes, cremes dentais e diversas outras formulações cosméticas. O grande problema no uso destas microesferas é o dano ambiental que elas têm causado: o polietileno não é biodegradável, leva cerca de 400 anos para degradar e está contaminando nossos rios e oceanos, formando complexos tóxicos com poluentes químicos que afetam toda a cadeia ambiental.

Nos Estados Unidos, Nova York, Nova Jersey e Illinois adequaram suas legislações para a proibição do uso de microesferas de polietileno. Para consultar quais são os produtos que não contém microesferas de polietileno, consulte esta lista.

Açúcar e sementes são ótimos agentes esfoliantes. Se você deseja uma receita de esfoliante natural para fazer em sua casa, misture meia xícara de açúcar, meia xícara de café moído e uma xícara de óleo de coco. A mistura é rica em antioxidantes, e deve ser aplicada com os dedos.

Escolha os produtos ideais para seu tipo de pele

Cada pele se comporta de uma maneira diferente. Quem tem a pele propensa à acne ou oleosa deve usar um gel salicílico ou sabonetes à base de peróxido de benzoíla para limpar a pele. Para uma pele mais seca e madura, hidratantes com ácido glicólico são os mais indicados. Pessoas que possuem manchas ou melasmas podem procurar produtos para iluminar a pele, como sabonetes com alfa hidroxiácidos. As águas termais são ótimas para garantir uma hidratação suave e controlar o aspecto engordurado

As brasileiras têm como característica a pele mista, e por isso precisam apelar para produtos variados. Independente disto, algumas partes do corpo que merecem um cuidado reforçado na hidratação como a sola dos pés, joelhos, cotovelos e palmas das mãos. Nestas regiões, aplique produtos dedicados à pele extrasseca.

Para a pele negra, os produtos ideias geralmente trazem componentes como macadâmia, karitê, cacau e cupuaçu, já que possuem propriedades de fácil absorção, previnem inflamações e promovem a elasticidade da pele.

Para uma pele hidratada, mova-se!

A prática regular de exercícios físicos é fundamental para a manutenção do bem-estar. Quando nos exercitamos, retardamos o envelhecimento precoce, ajudam a proteger o corpo, oxigenam a pele, abrimos os nossos poros e deixamos a cútis mais tonificada.

Antes de começar a se exercitar, certifique-se de que sua pele está bem limpa, garantindo que as toxinas sejam eliminadas. Após praticar suas atividades, tome um banho relaxante! Mantenha-se hidratada e protegida dos raios solares!

Use protetor solar sempre!

Faça chuva ou faça sol, não esqueça o protetor solar. Os raios solares aceleram o surgimento de rugas e o fotoenvelhecimento da pele. Mesmo no inverno, usar o protetor solar é importante. Você pode até não perceber, mas nossa pele sempre está exposta aos raios UV.

Uma dica para os dias mais frios e com pouco sol é usar uma maquiagem com o fator de proteção solar, bastante prática para uma rotina apressada. E atenção: a pele negra não está isenta do cuidado. O protetor solar é para todas as pessoas e épocas do ano! Procure um produto com FPS de 30 para cima, e reaplique a cada duas horas. Óculos de sol e chapéu também ajudam a proteger.

Atente-se aos cuidados com a depilação

Antes de sair procurando fórmulas e maneiras de como fazer a depilação durar mais tempo, pense primeiro na hidratação. A preparação da pele antes de qualquer procedimento é ideal para garantir o resultado que você quer. Hidratar a pele e esfoliar ao menos uma vez na semana facilita a remoção dos fios e evita os pelos encravados. Porém, alguns cuidados são fundamentais.

A hidratação só é recomendada antes da depilação e não logo depois. Como os poros da sua pele estão abertos após o procedimento, o hidratante pode obstruir a entrada, aumentando assim a chance de aparecerem os pelinhos encravados

Além disso, você deve evitar a exposição solar um dia antes e um dia após a sessão de depilação. Conheça outros cuidados essenciais para ter antes e após a depilação!

Beba a quantidade adequada de água

Cerca de 60% do nosso corpo é composto por água. Logo, quando falamos de hidratação, não podemos deixar de citar a importância dela para a pele. Beber ao menos dois litros de água por dia (cerca de 8 copos) ajuda a regular a temperatura corpórea, hidratar o corpo e limpar as impurezas da pele, removendo toxinas.

A melhor hidratação acontece de dentro pra fora. Por isso, não adianta comprar diversos cremes se a ingestão de água está em níveis insatisfatórios. Se você é uma destas pessoas que se esquece de ingerir a bebida, pode carregar uma garrafa ou copo bem bonito consigo e deixá-lo em sua mesa de trabalho. Alguns aplicativos também disparam alarmes para que você se lembre de se hidratar: procure na loja de apps do seu smartphone!

Pela manhã, evite a ingestão excessiva de café e opte por sucos e água saborizadas. Sucos verdes com vários legumes podem ser consumidos diariamente e ajudam a transformar a pele em dias, estimulando o sistema linfático e oxigenando a pele.

Fique de olho na alimentação

A alimentação é essencial para a manutenção de uma pele bonita. As vitaminas, por exemplo, são nutrientes essenciais, especialmente as A, C, E e as do complexo B. Veja a seguir quais alimentos não podem faltar em seu dia a dia!

O iogurte é rico em vitamina B2, que integra a renovação celular, combatendo a formação de linhas de expressão e rugas. A carência desta vitamina pode provocar lesões, como o envelhecimento precoce e dermatites. A vitamina B2 ainda ajuda a prevenir fissuras ao redor dos lábios, e pode ser encontrada também em vegetais de folhas verde-escuras, gérmen de trigo e amêndoas cruas.

O abacate tem uma grande quantidade de vitamina A, e é importante para regulação das glândulas sebáceas, que cuidam da produção do óleo natural que lubrifica a pele.

A linhaça é repleta em ômega-3, que ajuda a reter umidade. Coloque um pouco de sementes na salada ou em seu iogurte e aumente a capacidade da sua pele de se manter hidratada. Chia e nozes também fornecem este nutriente.

Laranja, acerola e outras frutas cítricas são fontes de vitamina C e ajudam na formação de colágeno da pele, melhorando a firmeza e a elasticidade.

A banana é rica em vitamina B6, que tem ação cicatrizante, reforça o sistema imunológico e é essencial na formação de glóbulos vermelhos.

A quinua possui alto valor nutritivo, é rico em proteínas e contém fitoestrógenos, que estimulam o trabalho dos rins e mantém os níveis de hormônios equilibrados.

Vasinhos e varizes podem indicar congestão no fígado ou deficiências nutricionais. A vitamina E, presente no abacate, no azeite de oliva, nas amêndoas e nas castanhas, ajuda no combate desses males.

Os fios de cabelo são formados basicamente por proteína (queratina). Por isso, boas fontes protéicas são essenciais para uma alimentação saudável. São elas: ovos (especialmente os caipiras e orgânicos, derivados de animais bem tratados), carne magra (dê preferência às que têm selos de Agricultura Familiar, Orgânico e Certified Humane), leguminosas, grãos integrais, queijo branco e iogurte desnatado (sempre que possível, opte pelos exemplares certificados com o selo de Agricultura Familiar).

Além destas dicas de alimentos, um dos melhores hacks para uma alimentação mais saudável é trocar os alimentos refinados por suas versões integrais. Arroz, açúcar, pão e macarrão estão nessa lista. Já os alimentos com casca, como frutas, ajudam a aumentar a saciedade, tiram as toxinas do organismo, diminuem o colesterol e são ricos em fibras.

Procure fugir de frituras, alimentos com muito açúcar e pratos gordurosos. Isto porque os excessos de gordura normalmente são expelidos pelos poros, causando a obstrução e as consequentes aparições de acne, cravos e outros problemas.

Além disso, esses alimentos fornecem combustível para os adipócitos, células de gordura malignas que tendem a se concentrar nos quadris e no abdômen. Já o excesso de açúcar leva à formação de AGEs (produtos finais da glicação avançada), responsáveis pela aceleração do envelhecimento.

O excesso de sal também é prejudicial, já que aumenta a retenção do líquido, dando aquela aparência de pele inchada. E nem precisa dizer que o álcool e o cigarro são os grandes vilões, não é? Além das diversas toxinas que eles liberam no corpo, manchas e rugas precoces são bem comuns.

Evite banhos quentes e demorados

A pele do nosso corpo se comporta como um organismo vivo cheio de proteínas, e sofre com altas temperaturas. Assim, os banhos quentes e demorados danificam as proteínas da nossa pele. Evite também ficar muito tempo debaixo do chuveiro e utilizar buchas ásperas com frequência, porque isso pode tirar a gordura que protege a pele.

Todos esses cuidados evitam irritações, ardências e o ressecamento. Quando ressecada, a pele cria fissuras e escamas imperceptíveis que favorecem a entrada de pequenos organismos que podem fazer mal à saúde.

Não durma com maquiagem

Sabemos que é difícil se lembrar de retirar a maquiagem depois da balada ou um dia difícil de trabalho, mas o esforço vale a pena. A maquiagem, mais do que as demais sujeiras que já falamos lá no primeiro tópico, acaba acumulando oleosidade, impurezas, pó, poluição e suor durante o dia e, se não forem removidos, podem ocasionar acne e infecções no local. Além disso, a longo prazo, seu rosto acaba ficando com poros abertos e sem brilho.

Não subestime o poder de uma boa noite de sono!

Procure dormir bem todas as noites, desligando-se do computador e da televisão no mínimo 30 minutos antes de dormir. Tome um chá de camomila para relaxar, evite a ingestão de cafeína à noite e opte por alimentos de fácil digestão nesse período. Fronhas de seda previnem a formação de rugas e não sugam a umidade natural dos cabelos.

Viu só como algumas mudanças simples no dia a dia fazem uma grande diferença para manter a pele hidratada? Mas para que tudo isso comece a surtir efeito, é preciso que estas pequenas atitudes se tornem um hábito: garanta um momento só para você todos os dias, cuidando de sua autoestima!

Quer receber mais dicas de beleza, cuidados e bem-estar? Curta nossa página no Facebook e fique por dentro!

 

Foliculite: causas e tratamento
POSTADO EM Beleza

A foliculite, também conhecida como pelo encravado, ocorre quando há infecção dos folículos pilosos. De acordo com dados da Sociedade Brasileira de Dermatologia, a infecção aparece como pequenas espinhas, de ponta branca, em torno de um ou mais folículos.

Na maioria dos casos a foliculite é superficial, mas gera incômodo, pois pode coçar e doer. Normalmente, a inflamação do pelo sara sozinha, mas os casos mais graves e recorrentes merecem atenção e tratamento com um dermatologista.

As áreas do corpo onde há maior ocorrência de foliculites são a face, o couro cabeludo, as axilas, as coxas, as nádegas e a virilha, que podem ser contaminadas por bactérias, fungos e vírus espontaneamente ou favorecida pela depilação, pelo atrito da roupa com a pele, excesso de umidade e suor, entre outros fatores.

O uso prolongado de calças apertadas, principalmente jeans, está entre um dos fatores que causam a foliculite. Uma das maneiras de prevenir o problema é deixar a pele respirar. Evite usar roupas justas e de tecidos grossos com frequência, principalmente, nos dias mais quentes.

A esfoliação é uma grande aliada quando o assunto é prevenção e deve ser feita 10 dias depois da depilação ou semanalmente. Hidratar a pele também é fundamental para prevenir o problema. Para ajudar a aliviar os sintomas de foliculite, o médico pode recomendar alguns cuidados, como:

  • lavar a pele afetada com sabão neutro ou antisséptico, quando receitado pelo médico, 2 a 3 vezes por dia e secar bem, sem esfregar;
  • colocar uma compressa morna sobre a região afetada, para reduzir a coceira;
  • não coçar ou cutucar, nem puxar com a pinça.

Quando os sintomas de foliculite não melhoram após 2 semanas o paciente deve consultar novamente o dermatologista para adequar o tratamento.

A foliculite costuma causar um grande incômodo que não é apenas o mal-estar físico como também o fato dela aparecer em regiões que ficam muito expostas como o rosto. Por causa disso e de sua aparência, muitas pessoas costumam confundir essa inflamação com a famosa acne. Porém, elas possuem algumas diferenças que torna possível identificar quando é ou não foliculite.

Quais as diferenças entre a foliculite e a acne?

Como surgem?

A acne, como muitos sabem, tem uma relação direta com o excesso de oleosidade na pele. Tanto que o dermatologista costuma prescrever sabonetes e medicamentos que ajudam a reduzir a produção de sebo pelas glândulas quando o problema é a espinha. Este não é o caso da foliculite já que esta não tem relação alguma com a produção de óleo na pele.

Quais as principais causas da acne e da foliculite?

A causa também é diversa. Enquanto que na acne as principais causas são o desequilíbrio na produção de hormônios, especialmente na puberdade e também a presença de certas bactérias que podem causar infecção, no caso da foliculite, a causa principal é a presença de uma determinada bactéria em alta quantidade: a estafilococos. Porém, ela também pode ser causada pela presença de fungos.

Quais os locais onde elas costumam aparecer?

Quem sofre com a acne sabe bem que os locais onde ela mais costuma aparecer são no rosto, no colo e também no tronco. Já a foliculite aparece com maior frequência na região das coxas, cabeça como um todo, nádegas e também no dorso das costas. Ela também pode aparecer em outros lugares do corpo como virilha, por exemplo, já que os folículos pilosos estão por todo o corpo com pequenas exceções como:

  • planta dos pés;
  • palma das mãos;
  • lábios;
  • membranas mucosas;

Como identificar a foliculite?

A foliculite possui alguns sintomas particulares, que ajudam a diferenciá-la da acne já que pode ser bem fácil de confundir as duas. Porém, esses sintomas dependem muito da profundidade na qual a infecção se encontra.

Na foliculite superficial surgem umas espinhas vermelhas e pequenas e que podem apresentar ou não o pus. A região também pode apresentar coceira, vermelhidão e inflamação. Quando há a formação do pus é possível ver uma crosta que se forma bem em cima do local da foliculite.

Existem vários tipos de foliculites superficiais e são denominadas de acordo com o local no qual se encontram ou de acordo com o agente causador:

  • Foliculite estafilocócica:ocorre quando os folículos ficam infectados pela bactéria Staphylococcus aureus;
  • Foliculite por pseudomonas:é muito comum em ambientes aquáticos nos quais os níveis de cloro e pH não são bem regulados;
  • Foliculite Pitirospórica:causada por fungo.

Já na foliculite profunda, além da coceira e da formação de pus, o local da infecção fica mais dolorido e também sensível. Pode haver a formação de cicatrizes e também o folículo piloso pode ser destruído. Também é comum que ocorra o aparecimento de furúnculos. Os tipos de foliculite profunda são os seguintes:

  • Sycosis barba: é muito comum aparecer após a pessoa se barbear, especialmente, se isso ocorre com muita frequência;
  • Foliculite Gram-negativo: comumente aparece em indivíduos que usam medicamentos para o tratamento da acne por um longo período. As substâncias presentes no remédio causam um desequilíbrio no tecido epitelial fazendo com que as bactérias Gram-negativas se desenvolvam, especialmente na região do nariz ou próxima a ele;
  • Furúnculos e carbúnculos: infecção por estafilococos que é a bactéria mais comum nestes casos. Enquanto o furúnculo é uma única lesão com formação de pus e bastante sensível, o carbúnculo é um aglomerado de furúnculos, o que torna esse tipo de foliculite muito mais grave;
  • Foliculite eosinofílica: pessoas portadoras do vírus HIV costumam apresentar esse tipo de infecção no folículo piloso. Elas aparecem, principalmente, no rosto e nos braços e tendem a coçar muito. A área da pele afetada fica mais escura do que outras partes.

Como é feito o diagnóstico?

Para diagnosticar a foliculite, o médico especialista conta com um exame físico e anamnese (uma coleta de dados do histórico do paciente). Um teste laboratorial é feito com uma pequena amostra da substância presente no folículo para identificar qual é o agente causador do problema. É preciso conhecer a causa para iniciar o tratamento mais adequado.

E você passa ou já passou por esse problema? Conte pra nós como foi o seu tratamento e quais os problemas que a foliculite já te causou!

 

Saiba como cuidar da beleza mesmo tendo uma rotina agitada
POSTADO EM Beleza

Quantas vezes você já quis ter 30 horas no mesmo dia? Saiba que você não é a única pessoa no mundo a pensar assim: essa é uma característica da sociedade atual, mas que pode se agravar dependendo da lista de afazeres de cada um.

Imagina só como deve ser a rotina de uma pessoa que trabalha 8 horas por dia, estuda, faz as compras no supermercado, cuida da casa… como valorizar sua beleza no meio desse turbilhão de obrigações?

Confira aqui dicas preciosas que vão lhe mostrar que isso é possível.

De olho no que você come

Para garantir uma aparência mais agradável é preciso observar aquilo que se coloca no estômago. Tudo aquilo que comemos aparece, literalmente, na nossa cara. Não é à toa que sempre surge uma espinha logo após você se acabar no chocolate.

Não faça do exagero uma rotina: procure comer frutas, barras de cereal e beba bastante água para fazer uma verdadeira faxina interna. Além de garantir uma pele mais bonita, você verá os seus cabelos crescerem ainda mais fortes.

Como anda seu psicológico?

Assim como uma alimentação balanceada, o seu psicológico também impacta diretamente na sua aparência. Se você se deixar consumir pelas tarefas diárias — seja no trabalho ou em casa — poderá desenvolver um quadro de estresse que afetará seus sistemas imunológico e nervoso, atacando em cheio o seu humor.

Se você está estressado, então descubra as raízes desse problema e procure ter uma rotina equilibrada, onde o lazer, o descanso e as atividades físicas tenham o seu devido espaço.

Tenha tempo para você

Se cuidar da própria saúde já é um desafio e tanto, o que dirá encontrar uma brecha na rotina só para você, não é mesmo? Apesar de parecer impossível, separar 15 minutos para você todos os dias vão lhe fazer um bem sem precedentes. Aproveite para ler um livro, ouvir uma música que adora… vale qualquer atividade que seja só você e você.

Mexa-se!

Agora que já sabemos como cuidar da beleza interior, vamos partir para a exterior — cujo maior inimigo é o sedentarismo. Para vencê-lo, precisamos unir as atividades físicas, como uma caminhada leve, e os exercícios físicos, que são mais intensos.

Sabe como incluir essas táticas no seu dia a dia? Fazendo pequenas mudanças. Em vez de pegar o elevador, use as escadas. Dê uma volta a mais no quarteirão com seu cachorro. Quando essas atitudes se tornarem um hábito, a diferença será evidente.

Aprenda a dividir

Essa é uma dica valiosa para aquelas pessoas que se acostumaram a tomar a frente de tudo. Saber delegar atividades é tão importante quanto executá-las. Afinal, você não vai conseguir abraçar o mundo sozinho e se preocupar com isso vai mais atrapalhar do que ajudar.

Aprenda a repartir as tarefas no seu trabalho e na sua casa e aceite ajuda quando necessário. Não tente ser um exemplo de perfeição, mas sim de autocontrole. A sua pele agradece.

Adicione praticidade à sua vida

Alguns produtos são verdadeiros heróis quando precisamos manter a aparência saudável após um dia conturbado. O shampoo seco é um deles. Sabe quando não temos tempo para cuidar do nosso cabelo regularmente? Esse produto disfarça os sinais de descuido deixando você preparado para qualquer evento.

Não jogue seus cremes ou a base fora só porque não consegue mais extrair o produto. Às vezes basta cortar o tubo ao meio para ver que ainda há muito o que ser utilizado.

Não descarte, reutilize!

Muitos itens de beleza têm uma vida útil maior do que acredita a nossa vã filosofia. Por exemplo: sabia que dá para reaproveitar o pincel de maquiagem? É só misturá-lo em uma solução de água morna e shampoo suave, fazendo movimentos circulares e evitando o contato com a parte de metal para não enferrujar o cabo.

Sabe aquele rímel que já está supersseco? Com um pincel fino, ele pode fazer as vezes de lápis de olho. Mais economia para o seu bolso e beleza na sua pele!

Coloque as mãos na massa

Para que ir ao cabeleireiro toda a semana para resolver problemas que você pode dar conta? Por exemplo: você mesmo pode dar adeus às pontas duplas. É só enrolar o cabelo que elas vão dar as caras. Daí é só pegar a tesoura e correr para o corte.

Quer adotar um visual mais ondulado? Faça tranças por todo o cabelo e aplique a chapinha logo em seguida. Quando desfazer as tranças seu cabelo estará cheio de ondas. Mas se você quiser dar um ar profissional, é só usar um babyliss.

Faça uma make básica e arrasadora

As mulheres vão se identificar com essa situação: sabe quando seus amigos vivem prometendo um happy hour e decidem fazê-lo de última hora? Para não ficar à mercê, saia de casa com uma maquiagem perfeita.

Quer ver como isso é possível? Utilize uma base que tenha filtro solar e aplique um pó que dê uma aparência sem brilho; passe um blush de tom rosado nas maçãs do rosto; use uma sombra de cor mais neutra, como o marrom; finalize com um lápis, máscara de cílios e um batom de sua preferência. Não haverá imprevisto que lhe impedirá de estar sempre linda.

Reinvente e economize

Poucas coisas são tão irritantes como o frizz do cabelo. Para conseguir dar um jeito neles, use uma escova de dente. Separe uma exclusivamente para esse fim, passe um pouco de laquê nas cerdas e penteie a região onde mais tem frizz. Você vai ver como ele vai sumir rapidinho.

Para as demais regiões do corpo onde o pelo insiste em aparecer, invista em uma depilação duradoura.

Todo o processo de transformação passa pelas seguintes fases: decisão, atitude e persistência. Se você chegou até aqui é porque quer descobrir como cuidar da beleza apesar de toda a correria do dia a dia. Essa etapa se encerra agora. Daqui para frente é arregaçar as mangas e ver os resultados se refletirem no espelho.

Gostou das dicas? Deixe sua opinião nos comentários!

 

O que causa o ressecamento da pele?
POSTADO EM Beleza

Muita gente deseja ter uma pele bonita e renovada — principalmente as mulheres, que se preocupam mais ativamente com a boa aparência. Se esse é o seu caso, você deve saber que a pele é muito sensível a diversos fatores e, por isso, é preciso tomar alguns cuidados apara mantê-la sempre bonita e saudável.

Em função disso, listamos algumas causas do ressecamento da pele, bem como algumas dicas para combater esse problema. Confira!

Produtos de limpeza

O contato frequente com produtos de limpeza como detergentes, desinfetantes e água sanitária, por exemplo, deixa a pele mais sensível e pode provocar a descamação. Esses produtos podem conter substâncias alergênicas e, por isso, causar dermatites.

Dessa forma, é aconselhável que você utilize luvas para evitar o contato com esses produtos. E quando for comprá-los, procure escolher produtos neutros, que reduzem o risco de alergias e os danos à pele.

Sabonetes e shampoos

Os shampoos e os sabonetes, quando usados mais de uma vez por dia, causam a remoção da camada de gordura (sebo) protetora da pele. Essa pode ser uma das causas do ressecamento da pele — que é fácil de ser resolvida.

Sendo assim, procure lavar os cabelos uma vez ao dia. Quando houver a necessidade de outro banho, evite molhar a cabeça e somente utilize sabonete se for inevitável. Prefira os produtos de pH neutro para evitar irritações na pele.

Esfoliantes

A esfoliação é um processo que elimina as células mortas, renova a pele e a deixa com um aspecto lisinho — o que ótimo para quem ama cuidar da aparência. Mas esse procedimento deve ser feito com cautela e sem exagero, do contrário, sua pele pode ficar extremamente sensível e suscetível a danos.

A melhor solução é esfoliar a pele uma vez por semana. Ao realizar o procedimento, tome cuidado com a força que você vai usar para friccionar o produto contra a pele, pois isso pode causar ferimentos. Lembre-se que a pele do rosto é mais sensível e exige cuidados mais específicos.

Banhos quentes

Quem não ama um bom banho quente e relaxante, principalmente em dias frios? O problema é que banhos muito demorados em alta temperatura prejudicam a produção natural de óleo, o que provoca o ressecamento da pele.

Sendo assim, procure manter a temperatura do seu banho mais baixa, e opte (sempre que possível) pela posição “verão” do chuveiro. Se você mora em uma região muito fria, diminua o tempo dos seus banhos para evitar que a pele sinta os efeitos do calor.

Hidratantes

Cada tipo de pele exige um cuidado específico. Por isso, existem, no mercado, produtos específicos para peles oleosas, secas e mistas. Sendo assim, é importante que você identifique o seu tipo de pele antes de adquirir um hidratante.

O uso inadequado de hidratantes e de outros produtos de beleza pode ser prejudicial. Dessa forma, escolha os produtos de acordo com o seu tipo de pele e faça hidratações periódicas. Dicas para escolher o hidratante ideal: quem tem a pele oleosa deve optar por produtos oil free. Já as pessoas que têm que lidar com o ressecamento da pele, podem escolher hidratantes com óleo de amêndoas na composição.

Clima

Já percebeu que os seus cabelos reagem de maneiras diferentes de acordo com a umidade do ar? O mesmo acontece com sua pele. Você deve ter notado que, no inverno, sua boca fica mais ressecada e suas mãos tendem a adquirir uma textura mais áspera. Isso acontece quando a umidade do ar é baixa, mas essa reação não se atém necessariamente ao frio. Climas muito quentes e secos, também podem causar o ressecamento da pele.

Por isso, tenha sempre hidratantes corporais e labiais à mão. Além disso, para combater o ressecamento da pele é importante beber muita água!

Exposição ao sol

Tomar sol é uma excelente prática para repor a vitamina D do corpo — mas, para isso, bastam quinze minutos diários. Se você trabalha ao ar livre ou se expõe mais tempo ao sol, redobre os cuidados com a sua pele.

Procure utilizar roupas e chapéus que te protejam dos raios UV e não se esqueça de aplicar o protetor solar a cada duas horas — inclusive em dias nublados e frios.

Desidratação

Quando o corpo perde mais água do que a quantidade que você ingere, os sintomas podem ser notados na sua pele em forma de ressecamento. A desidratação pode se iniciar em um grau leve, mas ficar muito tempo sem beber água pode resultar em sintomas mais graves, como falta de apetite e diarreia.

Sendo assim, o ideal é manter uma garrafinha perto de você para não esquecer de beber água. Também vale ativar alarmes no seu celular ou baixar aplicativos que têm como função te lembrar de beber água de hora em hora.

Doenças de pele

Algumas doenças podem causar o ressecamento da pele, como é o caso das dermatites e da psoríase. Sendo assim, é importante ficar atento a coceiras, à vermelhidão da pele e a feridas recorrentes, que podem ser sintomas dessas doenças.

Caso você apresente algum sintoma, procure um dermatologista. Esse profissional é responsável por acompanhar e indicar formas de tratamento para essas doenças de maneira adequada. É totalmente desaconselhável que você faça uso de qualquer tipo de medicação por conta própria. Isso pode piorar a sua condição.

Água do mar e piscinas

Se você pratica esportes aquáticos ou simplesmente adora frequentar praias ou clubes, fique atento: a água em excesso, mesmo que não seja em temperatura elevada, também prejudica a produção de óleos da pele. Sendo assim, hidrate a pele depois de um banho de mar ou de piscina e evite ficar em contato com o cloro ou com a água salgada por mais de 40 minutos.

Dica: lembre-se também de proteger o cabelo quando for se divertir e praticar exercícios na água.

Idade

O ressecamento natural da pele ao longos dos anos é um processo inevitável. Com o avanço da idade, a pele tende a perder líquido naturalmente, e acabam surgindo as rugas e as marcas de expressão. Mas não se preocupe! É possível retardar esse processo. Para isso, siga todas as dicas anteriores e mantenha a sua pele saudável e bonita por muito mais tempo.

As causas do ressecamento da pele são diversas, mas existem várias soluções para esse problema. Se você conhece mais alguma dica que possa combater o ressecamento da pele, deixe um comentário!

 

Depilação na adolescência: qual é a hora certa de começar?
POSTADO EM Beleza

Que a adolescência é um período de grandes transformações, não é novidade. De repente, as meninas olham para o espelho e começam a ver muitas diferenças: alteração dos contornos corporais, surgimento dos seios e também de pelos. Espere aí! Pelos? Ninguém quer ter mais pelos! Mas, sim, eles também vêm junto na nova fase da vida, e aí surgem muitas dúvidas sobre a depilação na adolescência: afinal, qual é a hora certa de começar?

Se você também quer saber a resposta para essa pergunta, este post foi feito para você. Descubra com a gente qual é a melhor solução!

A adolescente e o seu corpo

As transformações da puberdade, que sabemos que são naturais, representam um grande desconforto para a maioria das adolescentes. Na verdade, elas costumam se sentir pouco à vontade com a nova imagem que se forma.

Nesse contexto, os pelos costumam ser um problema a mais, especialmente porque eles engrossam e se tornam mais visíveis. E se antes levantar o braço ou colocar um biquíni não exigia nenhum preparo, a situação começa a se tornar um pouco diferente.

O fato é que, embora não exista uma idade indicada para iniciar a depilação, o importante é começar quando a menina se sentir incomodada por causa dos pelos.

Assim, além de proporcionar mais conforto e higiene, a depilação na adolescência elimina um problema e uma fonte de descontentamento. Um motivo a menos para a adolescente se sentir desconfortável com a própria aparência e um ponto a mais para a autoestima!

Depilação na adolescência como uma rotina de cuidados

Assim que os pelos começam a incomodar, é importante que a depilação entre na rotina de cuidados da adolescente.

O ritmo de crescimento dos pelos e os locais em que eles se tornam mais grossos é variável. É comum que as meninas comecem depilando meia perna (do joelho para baixo) e axilas.

No início, além do medo da dor, uma das grandes barreiras que as adolescentes enfrentam é a timidez. Afinal, a depilação de partes íntimas, por exemplo, exige uma exposição à qual elas não estão acostumadas.

Porém, o atendimento de uma equipe qualificada ajuda a solucionar o problema. A confiança vai se estabelecendo e, logo, as adolescentes começam a se sentir preparadas para depilar a cava da virilha e outras áreas do corpo.

Tão importante quanto o serviço prestado, é uma boa conversa com a adolescente para explicar os procedimentos e fornecer orientações sobre cuidados com a pele.

Depilação da sobrancelha

Além de procurar um serviço profissional para depilar pernas, axilas e virilha, outro cuidado importante é com as sobrancelhas.

Com as mudanças do corpo, é normal que a menina passe a querer depilar a sobrancelha para obter um contorno mais desenhado. Porém, ao fazerem isso de forma amadora, as adolescentes correm o risco de cometer erros e alterar o desenho da sobrancelha de forma inadequada.

O resultado disso são sobrancelhas tortas, com desenho desproporcional ao rosto. E se o processo errado é feito por um período longo de tempo e os folículos forem danificados, pode ser difícil ou até impossível reverter os danos.

Por isso, é fundamental que a adolescente procure, desde o primeiro momento, profissionais que possam depilar a sobrancelha de forma correta.

Além de não retirarem pelos de locais onde eles devem permanecer, o conhecimento dos profissionais em visagismo pode definir o contorno mais apropriado para ressaltar os traços do rosto.

Métodos indicados para a depilação na adolescência

As técnicas apropriadas para a depilação na adolescência são as mesmas que para as mulheres em geral. Porém, como cada pele possui características peculiares, é importante observar a reação de cada uma.

A seguir, confira os benefícios e as eventuais desvantagens de cada método:

Cera Morna

Por arrancarem os fios desde a raiz, as ceras são opções muito indicadas. A tração enfraquece os fios, deixando-os mais finos. Resultado? Pele lisa por mais tempo.

Entre as desvantagens, estão a dor e a possibilidade de aparecimento de vasinhos no futuro.

Lâmina

Muito prática, pois pode ser usada em casa, e indolor, a lâmina é um método barato e bastante utilizado. Porém, para quem pensa que esse método é totalmente livre de problemas, isso é um engano.

Para uma depilação segura, as lâminas devem ser sempre novas e de uso individual. Quando isso não acontece, existem sérios riscos de contaminação. Se expostas à umidade, elas podem enferrujar e causar problemas graves.

Como cortam o fio no ponto rente à pele, os pelos nascem mais rápido e já com a aparência de fio grosso, o que é uma desvantagem. Isso faz com que a utilização da lâmina seja mais frequente, podendo causar alergias e encravamento de pelos.

Além disso, há áreas sensíveis que precisam de muita atenção durante a depilação. Na região do tornozelo, por exemplo, um pequeno corte pode causar um sangramento considerável e bastante dor.

Linha

Muito utilizada para eliminar a penugem que surge no buço, costuma não causar irritação ou alergia. E mais uma vantagem: seus resultados duram cerca de 20 dias.

Porém, o procedimento pode ser doloroso. Por isso, indica-se a utilização de uma pomada anestésica com cerca de meia hora de antecedência.

Depilador elétrico

O mercado oferece modelos de depiladores que arrancam os fios pela raiz. Costumam ser práticos, mas nem sempre o procedimento é indolor. O conforto para a utilização pode depender da quantidade e da espessura dos pelos.

Há cuidados para a utilização: o depilador deve ser passado de baixo para cima, no sentido contrário ao do crescimento dos pelos. No entanto, o procedimento exige atenção, pois, nem sempre, o sentido de todos os pelos será igual.

A grande vantagem é que, por eliminar os pelos pela raiz, é possível utilizar o depilador elétrico em intervalos maiores de tempo. Porém, a desvantagem é que, em alguns modelos, para os pelos serem cortados, é preciso que o fio tenha um comprimento mínimo, e nem sempre a adolescente quer permanecer com os pelos enquanto espera o tempo de crescimento.

Fotodepilação e laser

Não são métodos definitivos, mas sim duradouros, pouco dolorosos e que podem ser realizados uma vez por mês. Por esses motivos, são cada vez mais procurados por adolescentes.

Para realizar o procedimento, é necessária a autorização do responsável.

É sempre importante lembrar que, assim como a depilação, a adolescente precisa começar a adotar uma rotina de cuidados com a pele para evitar problemas e, assim, sentir-se bem e saudável.

E aí, gostou do nosso post? Tirou suas dúvidas sobre depilação na adolescência? Já iniciou esses cuidados ou conhece alguma adolescente que está começando? Deixe um comentário e compartilhe a sua experiência com a gente!

 

Cuidados com o buço antes e depois da depilação
POSTADO EM Beleza

Pinça; depilação com cera morna; depilação com linha; a laser; creme depilatório; fotodepilação… Os métodos para a depilação do buço são variados, mas, tanto a preparação como a pós-depilação do local necessitam de uma rotina de cuidados para a melhor conservação da pele nessa região sensível do rosto. Os detalhes de cada processo você pode conferir aqui. A seguir, você saberá mais sobre como proteger seu buço antes e depois da depilação. Siga as dicas Depyl:

Antes de depilar…

Qualquer um dos métodos de depilação do buço requer limpeza local antes de serem iniciados. Para essa higienização é recomendável não utilizar produtos à base de álcool, já que o componente pode irritar a pele.

Após a limpeza, a aplicação de creme esfoliante é indicada para dilatar os poros do buço e facilitar a remoção dos pelos. Recomenda-se aplica-lo com movimentos circulares.

A escolha do método deve sem bem pensada. De acordo com a dermatologista Renata Valente, em entrevista ao site Portal Vital, regiões próximas à boca são bem sensíveis e delicadas, o que explica o fato de muitas pessoas apresentarem algum tipo de reação, dependendo do procedimento usado. Procure se informar antes.

Depois de depilar…

É indicado não tomar sol nas 24 horas seguintes à depilação. No caso de fotodepilação, é recomendável evitar o sol com 15 dias de antecedência ao procedimento.

Ao final da depilação no buço, a médica Renata Valente indica a aplicação de uma pomada calmante ou cicatrizante, ou ainda, um pouco de água termal, para reduzir a possibilidade de vermelhidão no local. Hidratantes à base de camomila e aloe vera são bastante recomendados pelos especialistas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...