O que precisa ser avaliado quando se decide abrir uma franquia?
POSTADO EM Franquias

Um futuro promissor como empreendedor: o que avaliar ao decidir abrir uma franquia

Você decidiu abrir uma franquia. E agora? A melhor dica que a Depyl Action tem para você é: comece pelo começo, ou seja, por você mesmo!

Pode parecer clichê, mas o primeiro passo para quem toma a decisão de se tornar um franqueado é olhar para si e avaliar o seu perfil, suas habilidades e características como empreendedor para conseguir escolher o melhor estilo de negócio que se encaixa em seus objetivos. Fazer uma autoanálise é um ótimo início para que a sua decisão se transforme em uma experiência promissora, e é nesse momento que você deve se fazer questionamentos sobre, por exemplo, o que gosta de fazer e no que deseja trabalhar, se tem o perfil para gerenciar pessoas, se tem facilidade para aceitar decepções e se está disposto a se dedicar totalmente em longas jornadas de trabalho, inclusive nos finais de semana, pelo menos nos primeiros meses do empreendimento. É bem verdade que, ao procurar uma franquia, você vai se deparar com dezenas de opções, o que favorece, infelizmente, uma escolha equivocada, e por isso é fundamental estudar cada uma das marcas, selecionando as que mais se encaixam no seu perfil empreendedor, aceitando os padrões e as regras da franqueadora. Afinal, o valor a ser investido, na maioria das vezes, é alto, e decisões precipitadas podem ter, também, um preço alto. Por tudo isso, essa análise inicial é fundamental para o sucesso do seu futuro negócio, tanto a curto quanto a médio e longo prazos, principalmente em relação à duração do contrato, taxas a serem pagas e royalties, e também às cláusulas referentes à desistência do franqueado.

Pequenos passos, grandes negócios

É isso mesmo: quando você dá pequenos passos, tem muito mais chances de alcançar o sucesso consolidando sua franquia, conquistando clientes e otimizando os gastos e lucros. Quem deseja se tornar um ótimo empreendedor deve entender que empreender tem tudo a ver com inovar, com identificar e analisar problemas e oportunidades, com desenvolver e realizar visões a partir daquilo que se busca, sempre com autoconfiança, otimismo, coragem e resiliência. No caso de abrir uma franquia, as motivações são as mesmas, a diferença é que, ao invés de abrir um negócio criado por você, a ideia é investir em uma marca já existente, mas que combina perfeitamente com o que você sonha como modelo de negócio, entendendo suas forças e deficiências para potencializar os resultados. O importante é não se esquecer que dar um passo de cada vez é o que vai levar o seu negócio à frente!

Avalie todas as capacidades

Avaliar capacidades inclui o montante financeiro, as suas competências e habilidades em relação ao segmento escolhido, a identificação com o mercado e a capacidade de enfrentar desafios e dificuldades. Começando pelas finanças, quem opta por uma franquia, de acordo com o SEBRAE, precisa saber qual é o montante a ser investido, além dos custos fixos e variáveis envolvidos na operação diária do negócio, o que tem relação direta com o faturamento que você está prevendo. Ao ser franqueado de uma marca, você precisa ter o montante do investimento previsto pela marca e uma reserva para o capital de giro, considerando o que deverá ser mantido financeiramente até que se possa fazer retiradas na empresa. Para o SEBRAE, isso representa conquistar um equilíbrio operacional, com previsão de lucro e retorno do investimento, de forma viável, consciente e estratégica.

Avaliar as competências é outro ponto crucial quando se decide abrir uma franquia, já que você optou por um segmento com o qual tem afinidade, de acordo com suas habilidades, e vai precisar encontrar pessoas com o perfil semelhante ao seu para atuarem com você nessa jornada empreendedora, tudo isso dentro do perfil da marca franqueadora e suas exigências. Estar à frente de um negócio significa se identificar com ele e tomar as rédeas do dia a dia das operações, sabendo as habilidades específicas necessárias para fazer acontecer e estando aberto e preparado para enfrentar o que mercado apresenta, que pode ser um cenário em ascensão ou de crise. Desde o início da empresa, é importante, ainda, investir em treinamentos para otimizar o conhecimento e aproveitar o suporte e assistência aos franqueados oferecidos pela maioria das marcas para comercializar produtos e serviços cada vez melhores e dentro de um alto padrão de qualidade aos consumidores, que estão mais exigentes.

Atenção aos detalhes

Ser franqueado de uma marca é trabalhar dentro de um contrato com regras e padrões preestabelecidos, e para fazer uma escolha assertiva, é muito importante fazer uma leitura profunda de todos os documentos envolvidos nessa adesão. Cada rede de franquias tem suas características próprias, e muitos pontos devem ser observados, incluindo o tempo de contrato e as cláusulas referentes ao desligamento, o pagamento de taxas – tanto para entrar no negócio como para mantê-lo, como a taxa de propaganda, por exemplo -, e os direitos e deveres de todas as partes envolvidas, tendo a legislação em vigor como base. Uma dica interessante é, nesse processo de decisão por uma franquia, conversar com quem já faz parte da rede sobre a rotina da empresa, rentabilidade, lucratividade, treinamentos oferecidos, inovações aplicadas ao negócio, mercado e concorrência, e contar também com a ajuda de um advogado.

Conforme afirmam os especialistas do SEBRAE, o interessante de um sistema de franquias é investir em um modelo de sucesso e pelo direito de uso de uma marca reconhecida no mercado, avaliando todos os pequenos detalhes de um contrato, bem como verificando a saúde financeira da marca e o cumprimento das exigências legais, para evitar correr riscos desnecessários. Assim como você precisa comprovar que tem condições de investir, a franqueadora precisa garantir a segurança e viabilidade desse investimento através de seu plano de negócios, da apresentação de dados financeiros e da gestão de sua rede, da regularidade fiscal e tributária da empresa, e as certidões negativas. Conhecer e avaliar a COF -Circular de Oferta de Franquias é uma ótima estratégia para saber exatamente o que a franqueadora tem a oferecer, sendo que esse documento inclui um resumo para os empreendedores com as taxas e circunstâncias nas quais são cobradas, os prazos contratuais, multas e o território de atuação da marca, além dos contatos dos franqueados dos últimos doze meses. É importante também entender as condições de renovação do contrato, avaliando o retorno financeiro que deseja ter nesse período; o indicado por especialistas em franquias é o contrato ser de 5 anos, sendo que os primeiros 2 anos são o tempo de retorno do investimento, e os anos restantes, de lucro.

Seja franqueado de um mercado promissor

A ABF – Associação Brasileira de Franchising divulgou a Pesquisa Trimestral de Desempenho, que revelou que o franchising brasileiro está rendendo bons resultados, sendo que apenas no primeiro trimestre de 2017, o crescimento atingiu 9,4% em relação ao mesmo período em 2016, e outros dados mostraram que o setor de franquias já faturou R$ 35 bilhões nesses primeiros três meses do ano. O segmento de saúde, beleza e bem-estar se destaca, com 17% de crescimento, e de acordo com as previsões, tem um futuro promissor pela frente.

Para quem está interessado em abrir uma franquia nesse segmento que não para de crescer, a Depyl Action criou o ebook Cartilha da franquia de estética e beleza (ou porque você deve investir em uma), que dá um panorama sobre o mercado de beleza e estética, que movimenta a economia e está sendo lucrativo para muitos empreendedores porque acompanha a tendência de consumo em se preocupar cada vez mais com a saúde e qualidade de vida.

Se quiser saber como se tornar um franqueado Depyl Action, converse com a gente clicando aqui.

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...